PUBLICIDADE
Topo

Homem suspeita de furto de gado e mata desafeto, mas acaba linchado em MG

iStock
Imagem: iStock

Daniel Leite

Colaboração para o UOL, em Juiz de Fora (MG)

26/08/2019 19h10

Duas pessoas morreram e uma foi presa após confusão ontem em um bar depois de uma cavalgada beneficente na zona rural de Manhumirim (MG), na zona da mata mineira. A briga começou por causa de um suposto furto de cabeças de gado.

Antônio Gomes Leite, 67, matou Jeferson Correa Portugal, 30, a tiros, acertou outro homem de 44 anos por acidente e depois acabou sendo linchado dentro do local.

De acordo com o filho de Antônio, o pai desconfiava que Jeferson tivesse roubado cabeças de gado de sua fazenda no último dia 8 e o teria jurado de morte desde então.

No meio da festa, os dois teriam discutido. Antônio sacou um revólver calibre 38, atirou na cabeça do desafeto, e outro disparo ainda acertou um homem que nada tinha a ver com o desentendimento dos dois. O idoso tentou fugir, mas foi linchado dentro do bar.

Uma irmã de Jeferson acionou a polícia após a confusão generalizada. No local onde aconteceram os crimes era realizada uma confraternização após uma cavalgada. Além de comida, também era servida bebida alcoólica.

Quando a polícia chegou, o corpo de Antônio, sem marcas de tiro, estava no canto do estabelecimento com um tronco de madeira, possivelmente utilizado nas agressões, em cima dele. Jeferson foi levado a um hospital, mas não resistiu e morreu.

A polícia fez diligências para encontrar a arma utilizada por Antônio.

O único preso até o momento é um suspeito de participar do linchamento. Um inquérito foi aberto para apurar o caso.

Cotidiano