PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
4 meses
Governador do CE visita quartel dos Bombeiros e polícias Civil e Militar

Governador ceará visita policia - Divulgação/Governo do Estado do Ceará
Governador ceará visita policia Imagem: Divulgação/Governo do Estado do Ceará

Do UOL, em São Paulo

21/02/2020 17h31

O governador do Ceará Camilo Santana passou a sexta-feira visitando batalhões e quartéis de forças de segurança do Estado.

Com o objetivo de "agradecer o trabalho e o empenho dos militares e policiais civis que seguem exercendo suas funções normalmente no dia a dia", o governador passou pelo Quartel do Comando Geral da PM, pelo Quartel Geral do Corpo de Bombeiros e pela Delegacia-Geral da Polícia Civil.

"Digo a todos os senhores que confio na Polícia Militar do Ceará e os cearenses confiam em vocês", disse Santana a policiais militares, ao lado do comandante da PM do Ceará, coronel Alexandre Ávila. "Esse é um momento de estarmos juntos, unidos para cumprir nosso papel".

No início da tarde, o governador esteve no Complexo de Policiamento do Choque e no Batalhão do Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas.

"Temos uma tropa de homens e mulheres de bem, e que terão sempre meu apoio e confiança. Reforço que aqueles que decidiram pelo caminho da ilegalidade serão submetidos ao rigor da Justiça e da lei", disse o governador do Estado.

Governador ceará  - Divulgação/Governo do Estado do Ceará - Divulgação/Governo do Estado do Ceará
Imagem: Divulgação/Governo do Estado do Ceará

Exército nas ruas de Fortaleza

Começa hoje a Operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) das Forças Armadas no Ceará. Com o nome de "Mandacaru", a operação tem foco na capital Fortaleza e atende ao pedido do governador do estado do Ceará, Camilo Santana.

A ideia é preservar a ordem pública e tentar estabelecer a normalidade na segurança do Ceará por meio de patrulhamento ostensivo, revista de veículos e pessoas e liberdade para tomar medidas que garantem o êxito da operação.

O Decreto nº 10.251, de 20 de fevereiro de 2020, regulamenta a operação e determina que Camilo Santana passe o controle dos efetivos e aparatos de segurança pública dos órgãos municipais, estaduais e federais ao comando da operação.

O estado do Ceará disponibilizou quatro batalhões de Policiamento de Choque, três de Policiamento Raio e cinco de Policiamento Especializado.

Cotidiano