PUBLICIDADE
Topo

SP fecha semana de quarentena com ônibus 77% mais vazios e trânsito 'zero'

Ônibus transporta somente um passageiro no horário de pico em São Paulo - Felipe Pereira
Ônibus transporta somente um passageiro no horário de pico em São Paulo Imagem: Felipe Pereira

Luís Adorno

Do UOL, em São Paulo

28/03/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Dados da CET, SPTrans, Metrô e CPTM mostram que a cidade de São Paulo diminuiu o ritmo nesta semana, devido ao coronavírus
  • Entre segunda e quinta-feira, a cidade que, em média, registra trânsito de até 100 km, teve trânsito zero
  • Nos ônibus, houve redução de 77% no transporte de passageiros, segundo a SPTrans

Apesar de ainda haver pequenos aglomerados nas ruas da capital paulista, dados da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), SPTrans, Metrô e CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) mostram que a cidade diminuiu o ritmo nesta semana, devido à quarentena causada pela doença covid-19.

Entre segunda e quinta-feira, a cidade que, em média, registra trânsito de até 100 km, teve trânsito zero. O único "pico" de congestionamento que foi registrado aconteceu às 16h de anteontem.

Metrô e CPTM não informaram a movimentação em suas composições dia a dia, mas, no geral, desde o início da pandemia, houve redução de 83% no Metrô e de 78% na CPTM.

Somente as linhas operadas pela companhia do Metrô transportavam, antes da quarentena, 4 milhões de passageiros por dia, em média.

Nos ônibus, houve redução na movimentação de forma gradual, dia a dia. No dia 16 de março, havia redução de 15% no transporte de passageiros, segundo a SPTrans. Na sexta passada (20), esse índice subiu para 55%.

Esta semana começou com redução de 70% na movimentação de passageiros em ônibus da cidade. Na quinta-feira (26), subiu para 77%.

Em nota, a SPTrans informou que "seguirá monitorando diariamente a movimentação de passageiros e fará ajustes, se necessário, para atender com conforto e segurança a população".

Coronavírus