PUBLICIDADE
Topo

Segurança pública

PMs flagrados espancando jovens em Osasco (SP) são afastados, diz governo

Josmar Jozino e Luís Adorno

Do UOL, em São Paulo

10/09/2020 11h41

Quatro policiais militares flagrados por um vídeo espancando jovens com cassetetes e socos no rosto, na dispersão de um baile funk em Osasco, no último domingo (6), foram afastados do serviço operacional, segundo informou a SSP (Secretaria da Segurança Pública) hoje.

O vídeo mostrou policiais militares do 14º batalhão agredindo jovens no Conjunto Habitacional Vitória, no Jardim Padroeira. De acordo com a SSP, "todas as circunstâncias relacionadas aos fatos estão sendo apuradas pela Polícia Militar, que instaurou IPM (Inquérito Policial Militar)".

As imagens mostram agressões deliberadas dos PMs. Um rapaz usando capacete de motociclista é agredido com vários socos na região do rosto por um policial. Ele não reage. Enquanto o jovem era espancado, uma multidão corria assustada.

Outro motoqueiro, usando camisa vermelha, conseguiu escapar das agressões. Ele saiu às pressas pilotando uma moto em meio a dezenas de pessoas que corriam e gritavam assustadas.

As imagens mostram ainda que grande parte dos frequentadores do baile funk não usava máscara para se proteger de possível infecção pelo coronavírus.

Os bailes funks no Jardim Padroeira costumam acontecer a partir de 23h de sextas-feiras, sábados e domingos. A festa termina na manhã seguinte.

Moradores do bairro procuraram, em anos anteriores, a polícia para reclamar da festa. Em fevereiro de 2017, a Prefeitura de Osasco chegou até a anunciar que havia criado uma força-tarefa para combater o "pancadão" no município. Naquele mesmo ano, o baile funk atraiu, em uma sexta-feira, ao menos mil pessoas no Jardim Padroeira.

Segurança pública