PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Campinas inicia hoje toque de recolher das 19h às 5h

Prefeito de Campinas, Dário Saadi anunciou medida na última semana - Reprodução/Prefeitura de Campinas
Prefeito de Campinas, Dário Saadi anunciou medida na última semana Imagem: Reprodução/Prefeitura de Campinas

Do UOL, em São Paulo*

21/06/2021 10h11

A cidade de Campinas (SP) inicia hoje um toque de recolher mais rigoroso, com fechamento das atividades das 19h às 5h (de Brasília), como forma de controle da pandemia do novo coronavírus. A medida vale até o dia 30 de junho.

Comércio, serviços e atividades religiosas devem fechar das 19h às 5h. A prefeitura proibiu também, no mesmo horário, o consumo de bebidas alcoólicas em ruas e locais de acesso público, incluindo dependências de postos de combustíveis.

Até o último fim de semana, Campinas seguia a fase de transição do Plano São Paulo, com encerramento das atividades das 21h às 6h do dia seguinte.

O toque de recolher vale para restaurantes, mercados, supermercados e padarias, além de academias, templos e igrejas. Em caso de quebra da regra, o infrator será multado em R$ 1,5 mil. Se o consumo for em posto de combustível, o estabelecimento será multado em R$ 3 mil, valor que dobra na reincidência, além da lacração do posto por 30 dias.

Durante o dia, as atividades estão liberadas com 40% de ocupação. A Guarda Municipal de Campinas ganhou reforço em seu efetivo para realizar a operação Aglomeração Zero.

Durante o fim de semana, quando o toque de recolher ainda tinha início às 21h, equipes de fiscalização dispersaram 2.261 pessoas que se encontravam em situação de desobediência às medidas de distanciamento social e sem uso de máscaras, em festas e bares da cidade. Três estabelecimentos foram fechados e os proprietários de outros 136 foram orientados pelos fiscais.

As medidas ocorrem em meio a um recrudescimento da pandemia em Campinas. Na última sexta-feira, os leitos para covid-19 no SUS Municipal atingiram 100% de ocupação, com 32 pacientes na fila por UTI.

Veja o que não pode funcionar das 19h às 5h em Campinas de 21 a 30 de junho

- Comércios e serviços, inclusive galerias e estabelecimentos congêneres
- Shopping centers
- Atividades religiosas
- Restaurantes e similares
- Padarias, supermercados, atacadistas e comércios em geral que vendam gêneros alimentícios e produtos de limpeza
- Comércio de alimentação e remédios para animais
- Serviços de retirada (drive thru)
-Salões de beleza, barbearias, clínicas de estética e congêneres
-Atividades culturais, tais como museus, galerias, centros culturais, bibliotecas, cinemas, teatros e salas de espetáculos, e a realização de eventos culturais e sociais
- Clubes sociais
-Academias de esporte de todas as modalidades e centros de ginástica
- Cursos do setor de educação não-regulada, assim entendidos aqueles que não dependem de regulação direta pelos órgãos estatais de educação, tais como idiomas, informática, formação complementar, aulas práticas de autoescola e artes em geral, inclusive cursos de dança, música e teatro
- Áreas comuns dos condomínios e hotéis, tais como quadras de esportes, piscinas, academias e salões de festas, com controle de acesso

Observações:
- Parques e bosques públicos mantêm funcionamento até 18h
- Bares seguem proibidos de funcionar e podem atender apenas para entrega (delivery) e retirada.

*Com informações da Estadão Conteúdo

Coronavírus