PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
3 meses

Advogada e seus pais são achados mortos a facadas no PR; nada foi roubado

 Jaqueline Soares dos Santos tinha 39 anos - Reprodução/Facebook
Jaqueline Soares dos Santos tinha 39 anos Imagem: Reprodução/Facebook

Abinoan Santiago

Colaboração para o UOL, em Florianópolis

09/08/2021 17h21Atualizada em 10/08/2021 09h19

A Polícia Civil do Paraná apura o assassinato de uma família encontrada morta na manhã de hoje, em Umuarama, a 559 quilômetros de Curitiba. Os corpos da advogada Jaqueline Soares dos Santos, de 39 anos, sua mãe, de 59, e o pai, de 65, ambos com identidades ainda não confirmadas, foram localizados por uma empregada doméstica que chegava para trabalhar.

De acordo com a Polícia Militar, as vítimas estavam com marcas de esfaqueamento. O caso chegou à corporação por volta das 8h25, depois que a testemunha teria saído desesperada da residência e acionou a equipe policial.

Os militares entraram na residência e encontraram o corpo da advogada na banheira de uma das suítes do piso superior do imóvel. A suspeita é de que as vítimas tenham sido mortas ontem em razão do estado dos corpos.

Segundo a PM, os veículos da família e as entradas da casa não possuíam marcas de arrombamento. Objetos também não teriam sido levados da residência.

O presidente da subseção de Umuarama da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Ricardo Janeiro, afirmou que a entidade vai acompanhar a investigação da Polícia Civil para dar mais celeridade ao caso.

"Chegou ao conhecimento da OAB sobre essa situação e tão logo confirmada que uma das vítimas era advogada, baixamos uma portaria nomeando quatro advogados para acompanhar de perto a apuração desse fato que chocou a todos na cidade. A intenção é saber se tem relação com o exercício profissional ou algo relacionado ao gênero dela", comentou ao UOL.

A Polícia Civil informou que "segue investigando o caso e realizando diligências para esclarecer os fatos" e que "no momento mais detalhes e entrevistas não serão concedidas para não atrapalhar o andamento das investigações". Testemunhas são ouvidas ao longo da tarde de hoje e o celular da advogada foi levado para perícia.

Nas redes sociais, amigos lamentaram a morte da mulher. "Minha amiga linda Jaqueline Soares, não estou acreditando, você foi uma amiga muito especial, me ajudou muito em momentos difíceis, te amarei eternamente, só nos resta saudades! Luto Jaque!", publicou uma amiga no Facebook.

Ainda não há informações sobre o enterro da família.

Cotidiano