PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

FAB suspende buscas por bimotor que caiu em Ubatuba

Avião de prefixo PP-WRS perdeu contato por volta das 21h de quarta (24), no mar entre Ubatuba e Paraty  - Reprodução/Facebook
Avião de prefixo PP-WRS perdeu contato por volta das 21h de quarta (24), no mar entre Ubatuba e Paraty
Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

05/12/2021 15h18Atualizada em 05/12/2021 18h47

A FAB (Força Aérea Brasileira) suspendeu no fim da tarde deste sábado as buscas pelo bimotor que caiu em Ubatuba (SP) no último dia 24.

De acordo com os militares a área referente ao provável local da queda foi inteiramente rastreada, considerando inclusive as possibilidades de deslocamento em mar aberto.

O piloto Gustavo Carneito, o copiloto José Porfírio Júnior e um passageiro estavam no bimotor que saiu às 20h30 do último dia 24 do Aeroporto dos Amarais, em Campinas (SP). O previsto era que o avião pousasse no Aeroporto de Jacarepaguá, no Rio - mas o bimotor desapareceu por volta das 21h entre as cidades de Ubatuba e Paraty (RJ).

No último dia 26, um corpo localizado na região do acidente foi identificado como sendo do piloto da aeronave pelo Instituto Médico Legal .

"Com um esforço total de 74 horas de voo, as aeronaves da FAB realizaram as buscas em uma área total de 14.816 km², o equivalente a cerca de 9,7 vezes a área da cidade de São Paulo", afirmou a assessoria de imprensa da FAB por meio de nota oficial.

Os militares informaram que as buscas seguiram padrões internacionais e contaram com apoio de helicópteros H-36 e H-60 e um avião C-130 Hércules. A última aeronave permitiu que a área de busca fosse ampliada em relação ao espaço anteriormente varrido pelos helicópteros.

"Durante os 10 dias da operação, também foram verificadas a extensão ao longo do litoral e ilhas próximas ao provável local da queda da aeronave", afirmou a FAB.

Cotidiano