PUBLICIDADE
Topo

Vice-procurador Eleitoral defende manter eleições municipais em outubro

No documento, Brill de Góis diz que o Ministério Público Eleitoral (MPE) "defende enfaticamente" que não ocorra um adiamento das eleições  - Leo Correa/AP Photo
No documento, Brill de Góis diz que o Ministério Público Eleitoral (MPE) "defende enfaticamente" que não ocorra um adiamento das eleições Imagem: Leo Correa/AP Photo

Do UOL, em São Paulo

09/06/2020 13h07

Em ofício enviado hoje aos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Davi Alcolumbre (DEM-AP), o vice-procurador Eleitoral Renato Brill de Góis defendeu a manutenção das eleições municipais nos dias 4 e 25 de outubro.

No documento, Brill de Góis diz que o Ministério Público Eleitoral (MPE) "defende enfaticamente" que não ocorra um adiamento das eleições para que os mandatos de vereadores e prefeitos não sejam prorrogados além do previsto pela legislação eleitoral, ou seja, para depois do dia 31 de dezembro de 2020.

O vice-PGE também cita o exemplo da Coreia do Sul, que realizou eleições em abril em meio à pandemia do novo coronavírus, para defender a realização do pleito em outubro, e lembrou que países como Chile, Bolívia e Estados Unidos pretendem realizar seus processos eleitorais ainda em 2020.

O ofício da Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE) foi enviado após Maia e Alcolumbre se encontrarem no fim de maio com o novo presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luis Roberto Barroso. Na ocasião, foi discutida a possibilidade de adiamento do pleito.

Eleições 2020