PUBLICIDADE
Topo

Rio: Com alerta da Justiça Eleitoral, candidatos fogem de aglomerações

27.set.2020 - Eduardo Paes foi ao Alemão para encontro com lideranças comunitárias - Divulgação
27.set.2020 - Eduardo Paes foi ao Alemão para encontro com lideranças comunitárias Imagem: Divulgação

Gabriel Sabóia

Do UOL, no Rio

27/09/2020 19h23

Candidatos à Prefeitura do Rio de Janeiro deram início hoje às suas agendas eleitorais em atos de campanha com poucas pessoas. Os atos seguiram recomendação do tribunal e procuradoria eleitorais. Os candidatos escolheram encontros em favelas, pontos turísticos e locais históricos para dar a largada às suas campanhas.

Na sexta (25), o TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral) anunciou que orientaria juízes eleitorais a seguir o decreto estadual que impede aglomerações. Estão proibidos comícios e passeatas no início da campanha. Ontem, a PRE-RJ (Procuradoria Regional Eleitoral) avisou os diretórios dos partidos sobre a necessidade de que os atos de cumprissem normas sanitárias.

Ex-prefeito de capital fluminense, Eduardo Paes (DEM) realizou um encontro com lideranças comunitárias no Complexo do Alemão, na zona norte. No local, ele assinou uma "carta de compromisso com as favelas cariocas".

"O mais importante é mostrar no primeiro dia de campanha que as comunidades serão prioridade no meu governo", afirmou Paes.

A candidata o PDT, Martha Rocha, visitou pontos turísticos do Rio e uma escola da rede municipal. De acordo com ela, as agendas contemplam dois pontos fundamentais da administração que pretende implementar: a educação e o turismo.

Martha Rocha percorreu pontos turísticos do Rio - Divulgação - Divulgação
Martha Rocha percorreu pontos turísticos do Rio
Imagem: Divulgação

"A escola Tancredo Neves foi o primeiro dos Brizolões, como os cariocas gostam de chamar essas unidades de ensino, entregues ao Rio de Janeiro. É um projeto do nosso partido, um projeto de Leonel Brizola e Darcy Ribeiro, que um dia sonharam com um lugar especial, onde as crianças pudessem estudar, se alimentar, brincar e praticar esportes", disse ela.

Benedita da Silva (PT) iniciou os seus trabalhos de campanha no morro do Vidigal, na zona sul da cidade. Ao lado da vice-candidata, Enfermeira Rejane (PCdoB), ela gravou o primeiro vídeo da campanha e encontrou lideranças comunitárias.

Benedita da Silva iniciou a sua campanha em encontro com líderes comunitários no Vidigal - Divulgação - Divulgação
Benedita da Silva iniciou a sua campanha em encontro com líderes comunitários no Vidigal
Imagem: Divulgação

"Chega de tristeza, de luto. O Rio vai voltar a sorrir, a fazer festa, a exercer as liberdades, a fazer planos para o futuro", disse.

Renata Souza (PSOL) escolheu um endereço histórico para iniciar a sua campanha: ela esteve no Cais do Valongo, na região portuária da cidade.

No local, declarado Patrimônio Histórico da Humanidade pela Unesco em 2017 por ser o único vestígio material da chegada dos africanos escravizados nas Américas, a candidata comentou o simbolismo de iniciar a sua candidatura no local.

Renata Souza foi ao Cais do Valongo na manhã de hoje (27) - Reprodução/Twitter - Reprodução/Twitter
Renata Souza foi ao Cais do Valongo na manhã de hoje (27)
Imagem: Reprodução/Twitter

"Começamos nossa caminhada no Cais do Valongo porque é do lugar dos homens e mulheres oprimidas e exploradas que vamos governar a nossa cidade. A prefeitura vai servir a quem mais precisa, enfrentar as desigualdades e combater o preconceito", disse.

Paulo Messina (MDB) visitou a Igreja da Penha, na zona norte, ao lado da esposa e dos dois filhos. No local, ele pediu "proteção para todos durante a campanha".

Paulo Messina visitou a Igreja da Penha no primeiro dia de campanha nas ruas - Divulgação - Divulgação
Paulo Messina visitou a Igreja da Penha no primeiro dia de campanha nas ruas
Imagem: Divulgação

"Vim nessa Igreja para fazer um pedido especial. Um pedido por essa caminhada que é por vocês, é por eles [os filhos do candidato] e por minha família. Para que a gente possa ter saúde, emprego para todos e uma cidade justa", afirmou.

Clarissa Garotinho (Pros), por sua vez, escolheu o centro administrativo da Prefeitura do Rio, na região central da cidade, para marcar o início da sua campanha. Aos pés do edifício em que o prefeito da cidade despacha, ela realizou uma live ao lado de apoiadores.

27.set.2020 - Clarissa Garotinho (Pros) fez a primeira agenda da campanha na sede da Prefeitura do Rio - Divulgação - Divulgação
27.set.2020 - Clarissa Garotinho (Pros) fez a primeira agenda da campanha na sede da Prefeitura do Rio
Imagem: Divulgação

"O Rio de Janeiro inteiro está abandonado. Nada mais representativo do que iniciarmos nossa campanha aqui, em frente à sede da prefeitura", disse Clarissa.

Ex-presidente do Flamengo, Bandeira de Mello (Rede) iniciou a sua campanha no Maracanã. Em seguida, ele se apresentou a eleitores no Calçadão de Bangu.

Bandeira de Mello iniciou as suas atividades de campanha no Maracanã - Divulgação - Divulgação
Bandeira de Mello iniciou as suas atividades de campanha no Maracanã
Imagem: Divulgação

"O Maracanã é como se fosse minha segunda casa. Não poderia iniciar minha caminhada em outro lugar. O estádio acabou se tornando um vergonhoso símbolo da corrupção do grupo que governou a cidade nos últimos anos. Vamos resgatar a moral e a ética porque o carioca não aguenta mais governantes corruptos", afirmou.

Crivella não realiza atos no primeiro dia de campanha

Candidato à reeleição, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), não realizou atos oficiais de campanha neste domingo.

O UOL fez contato com três profissionais que trabalham na equipe de comunicação da prefeitura e que trabalham diretamente com o prefeito.

Os três disseram não ter informação de qualquer ato de campanha. De acordo com eles, a equipe de comunicação do candidato ainda não está formada.