PUBLICIDADE
Topo

Martha Rocha terá Ciro Gomes como conselheiro se eleita no Rio, diz Lupi

19.out.2020 - Candidata à Prefeitura do Rio pelo PDT, Martha Rocha participa de live com Ciro Gomes - Reprodução da internet
19.out.2020 - Candidata à Prefeitura do Rio pelo PDT, Martha Rocha participa de live com Ciro Gomes Imagem: Reprodução da internet

Herculano Barreto Filho

Do UOL, no Rio

26/10/2020 18h25

Ciro Gomes (PDT), principal nome da legenda e desde já presidenciável para 2022, será um conselheiro de Martha Rocha (PDT) caso ela seja eleita prefeita do Rio, segundo informou Carlos Lupi, presidente nacional do PDT. A sigla acredita que uma gestão positiva no Rio possa impulsionar Ciro como candidato à Presidência da República nas próximas eleições —ele ficou em 3º lugar no pleito de 2018.

Até agora, a campanha de Martha Rocha recebeu R$ 4 milhões do partido, mesmo valor destinado a José Sarto, candidato à Prefeitura de Fortaleza (CE) no reduto eleitoral de Ciro, ex-governador do Ceará. Foram as maiores doações feitas pelo partido nas eleições municipais. "O Rio será prioridade até na locação de recursos pela sua importância. É a segunda maior cidade do Brasil. O que acontece aqui tem repercussão no mundo", afirmou Lupi, em entrevista ao UOL.

O Ciro é o principal nome do partido. Digo, brincando, que ele é o nosso conselheiro mor para todo o Brasil. Ele não poderá ser um secretário municipal no Rio [caso Martha seja eleita prefeita]. Mas isso não o impede de aconselhar, de ser ouvido. O Ciro deve ajudar a viabilizar a gestão financeira e politicamente

Carlos Lupi, presidente nacional do PDT

Segundo ele, Ciro fez gravações de apoio a candidatos do partido no país —nenhuma delas foi veiculada contudo no horário de TV de Martha Rocha. Lupi diz que a inclusão dos vídeos na propaganda eleitoral no Rio depende dos responsáveis pela campanha de Martha Rocha. "Isso vai depender da avaliação do marketing", afirma.

Em alta nas pesquisas —ela subiu três pontos ante a anterior—, a pedetista está em segundo lugar no levantamento do Datafolha divulgado na última quinta-feira (22) com 13% das intenções de voto, empatada com o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) (13%) e com Benedita da Silva (PT) (10%). Eduardo Paes (DEM) segue na frente, com 28%.

Mas Martha Rocha é a única que supera Paes na simulação do segundo turno, com 45% contra 41%. Ela tem o menor índice de rejeição entre os 14 candidatos (7%).

"Para nós, o crescimento de Martha não é surpresa. O crescimento é consolidado e ela continua com baixa rejeição", disse Lupi.

"Se ela for eleita e se tornar uma boa gestora, a repercussão será positiva não só para o Ciro, mas para o PDT em todo o Brasil. E é isso que acreditamos que vai acontecer", completou.

Martha em live com Ciro

Segundo Lupi, o começo da campanha teve como objetivo a divulgação do nome de Martha. Em seguida, passou a revelar os projetos de governo.

Essa estratégia, inclusive, contou com a participação do próprio Ciro, que fez uma live com a candidata reproduzida no canal do pedetista no YouTube no dia 19 deste mês, vinculando o nome dos dois com a hashtag #MarthaECiro.

26.out.2020 - Martha Rocha (PDT) faz caminhada pelas ruas do comércio do Saara, no centro do Rio de Janeiro - LORANDO LABBE/ESTADÃO CONTEÚDO - LORANDO LABBE/ESTADÃO CONTEÚDO
26.out.2020 - Martha Rocha (PDT) faz caminhada pelas ruas do comércio do Saara, no centro do Rio de Janeiro
Imagem: LORANDO LABBE/ESTADÃO CONTEÚDO

"Quem não conhece ainda, vou pedir que preste atenção nessa figura extraordinária", disse Ciro, que em seguida falou sobre a trajetória dela como delegada e deputada estadual.

"[Ela] Compreende a necessidade de entender o problema da segurança para muito além dessa coisa de atirar na cabeça, que é o discurso do mentiroso e fácil de pessoas que querem explorar o justo medo que o nosso povo tem", completou, citando indiretamente o discurso de Wilson Witzel (PSC), governador afastado do Rio, após ter sido eleito, em 2018.