PUBLICIDADE
Topo

'França delira, ele está em 4º', diz Boulos sobre corrida pelo 2º turno

Guilherme Boulos (PSOL) discursando para eleitores na Rua 25 de Março, no centro da capital paulista - Nathan Lopes/UOL
Guilherme Boulos (PSOL) discursando para eleitores na Rua 25 de Março, no centro da capital paulista Imagem: Nathan Lopes/UOL

Nathan Lopes

Do UOL, em São Paulo

09/11/2020 14h51

O candidato do PSOL a prefeito de São Paulo, Guilherme Boulos, diz que Márcio França (PSB), seu adversário na disputa, "delira". O comentário é uma reação à tese de França de que ele concorre a uma vaga no segundo turno com Celso Russomanno (Republicanos).

Segundo pesquisa do Datafolha, os três estão tecnicamente empatados. Russomanno tem 16%, Boulos, 14%, e França, 13%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Covas lidera com 28%.

A pesquisa mostrou queda de Russomanno e alta de França, enquanto Boulos ficou estagnado. Para a campanha do PSB, Boulos terá dificuldades em razão da disputa de votos na esquerda com o candidato do PT, Jilmar Tatto, com 6% nas pesquisas.

"O Márcio França delira um pouco porque ele está em quarto lugar", disse Boulos, para quem o discurso do adversário parece ser de quem "está em primeiro lugar".

"O Márcio França às vezes tem algum problema de percepção da realidade. Talvez tenha a ver com as contradições que ele acumulou ao longo da vida", disse, chamando o concorrente de "biruta de aeroporto".

França foi vice-governador paulista na gestão de Geraldo Alckmin (PSDB) e, no início da campanha, chegou a fazer acenos ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). "Não dá para confiar. Márcio França não tem credibilidade nenhuma".

Para sustentar a tese de que sua candidatura deve ganhar corpo até 15 de novembro, Boulos cita que está em segundo na pesquisa espontânea. "Entendo que ele esteja falando de mim. Ele tem que falar de quem está na frente. Não vai falar de quem está atrás."

A campanha e o candidato preferem ter como alvo Russomanno na disputa por uma vaga no segundo turno.

Encontros

Hoje, Boulos fez campanha na Rua 25 de Março, endereço mais emblemático de comércio popular na capital. Ele, porém, também dividirá atenção com a periferia, onde, segundo as pesquisas, seus principais adversários apresentam desempenho melhor no momento, além de reforçar o apoio de lideranças e movimentos. Para as áreas periféricas, Boulos deverá promover carreatas.

Um dos momentos curiosos na agenda foi o rápido encontro com Arthur do Val (Patriota), com quem tem promovido os confrontos mais chamativos nos debates. Eles apenas trocaram acenos e cada um continuou sua agenda pela 25.

França, por sua vez, teve agenda na capital ao lado de Ciro Gomes, candidato do PDT a presidente em 2018. O candidato pretende investir na busca na busca por votos dos nordestinos em São Paulo.