PUBLICIDADE
Topo

Ibope: Paes chega a 33% no Rio; Crivella tem 15%; Martha, 14%; Benedita, 9%

Ex-prefeito, Eduardo Paes lidera corrida eleitoral no Rio de Janeiro (33%); Marcelo Crivella tem 15% - Saulo Ângelo/AM Press & Images/Estadão Conteúdo
Ex-prefeito, Eduardo Paes lidera corrida eleitoral no Rio de Janeiro (33%); Marcelo Crivella tem 15% Imagem: Saulo Ângelo/AM Press & Images/Estadão Conteúdo

Igor Mello

Do UOL, no Rio

09/11/2020 19h18Atualizada em 09/11/2020 20h20

Com o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) consolidado na liderança, a corrida eleitoral para a Prefeitura do Rio segue indefinida, segundo pesquisa Ibope divulgada hoje. O prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) e a deputada estadual Delegada Martha Rocha (PDT) seguem em acirrada disputa pelo 2º turno. A deputada federal Benedita da Silva (PT) empata com ambos no limite da margem de erro —que é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

O levantamento —o quarto feito pelo Ibope durante a campanha— mostra um cenário com poucas mudanças no Rio. Nenhum dos principais candidatos oscilou fora da margem de erro. Paes lidera a disputa, com 33%, e vê o segundo pelotão embolado com Crivella (15%), Martha (14%) e Benedita (9%) com chances de ir ao 2º turno. Paes derrotaria os três, segundo as simulações de 2º turno.

Mesmo com a formalização do apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Crivella teve apenas uma pequena oscilação positiva, de 2 pontos percentuais. O prefeito vem usando um vídeo com Bolsonaro em seu horário eleitoral gratuito e nas redes sociais.

Apesar de discreta, a oscilação positiva fez com que Crivella aparecesse numericamente à frente de Martha Rocha, que havia empatado com ele no levantamento anterior. Contudo, Crivella viu sua rejeição oscilar de 55% para 58% —um aumento no limite da margem de erro.

Martha, por sua vez, já havia registrado os mesmos 14% das intenções de voto no levantamento anterior. A candidata vem sendo alvo de uma campanha de desconstrução por parte dos adversários, sendo o foco de propagandas negativas feitas por Paes e Luiz Lima (PSL), além de ter sido criticada por Bolsonaro na live na qual o presidente anunciou apoio a Crivella.

Benedita também se manteve com o mesmo patamar de intenções de voto da pesquisa anterior, mas viu a distância para o 2º turno aumentar. Com uma campanha focada nos moradores de favelas, ela tem usado inserções com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para tentar avançar no eleitorado popular, hoje dominado por Paes e Crivella.

Brancos e nulos somaram 12%. Já 4% preferiram não responder ou disseram não saber em quem votariam.

Confira as porcentagens que cada candidato obteve no levantamento:

  • Eduardo Paes (DEM): 33%
  • Crivella (Republicanos): 15%
  • Delegada Martha Rocha (PDT): 14%
  • Benedita da Silva (PT): 9%
  • Luiz Lima (PSL): 4%
  • Renata Souza (PSOL): 3%
  • Bandeira de Mello (Rede): 2%
  • Fred Luz (Novo): 1%
  • Paulo Messina (MDB): 1%
  • Clarissa Garotinho (PROS): 1%
  • Cyro Garcia (PSTU): 0%
  • Glória Heloiza (PSC): 0%
  • Henrique Simonard (PCO): 0%
  • Suêd Haidar (PMB): 0%Bilbo011!

Simulações de 2º turno

O Ibope também fez seis simulações de segundo turno com os quatro primeiros colocados na pesquisa — Paes, Crivella, Martha e Benedita.

Ao contrário do que ocorreu na pesquisa anterior, Paes aparece à frente em todos os cenários. No último levantamento, o ex-prefeito perdia para Martha Rocha.

A maior vantagem de Paes é contra Marcelo Crivella —ele vem adotando a estratégia de comparar as administrações nos dois, apostando no contraste com a gestão de Crivella, que é mal avaliada pela população.

Mesmo numericamente atrás, Martha Rocha segue sendo a adversária mais dura para Paes. O Ibope também testou cenários sem o ex-prefeito.

Questionados em quem votariam nestes cenários, os eleitores responderam:

  • Eduardo Paes 53% x 21% Crivella (branco/nulo: 21%; não sabe: 4%)
  • Eduardo Paes 45% x 32% Martha Rocha (branco/nulo: 18%; não sabe: 5%)
  • Eduardo Paes 49% x 23% Benedita da Silva (branco/nulo: 23%; não sabe: 5%)
  • Martha Rocha 52% x 22% Crivella (branco/nulo: 21%; não sabe: 6%)
  • Martha Rocha 45% x 25% Benedita da Silva (branco/nulo: 22%; não sabe: 8%)
  • Benedita da Silva 40% x 26% Crivella (branco/nulo: 27%; não sabe: 7%)

Rejeição

O prefeito Marcello Crivella é atualmente o candidato mais rejeitado, com 58% dos eleitores dizendo que não votariam no representante do Republicanos de jeito nenhum. Depois, aparecem Clarissa Garotinho (31%), Benedita da Silva (28%), Eduardo Paes (28%) e Cyro Garcia (13%).

Os eleitores que disseram poder votar em todos os candidatos somaram apenas 1%. Outros 5% não souberam ou preferiram não responder.

Confira os índices de rejeição de todos os candidatos citados:

  • Crivella: 58%
  • Clarissa Garotinho: 31%
  • Benedita da Silva: 28%
  • Eduardo Paes: 28%
  • Cyro Garcia: 13%
  • Martha Rocha: 11%
  • Luiz Lima: 11%
  • Paulo Messina: 10%
  • Renata Souza: 8%
  • Fred Luz: 8%
  • Bandeira de Mello: 8%
  • Glória Heloiza: 8%
  • Suêd Haidar: 8%
  • Henrique Simonard: 7%

A soma das porcentagens ultrapassa 100% porque os entrevistados podiam apontar mais de um candidato na resposta.

Para este levantamento, o Ibope conversou com 1.204 pessoas entre os dias 7 e 9 de novembro, de forma presencial. Contratada pela TV Globo, a pesquisa foi registrada no TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro) sob o protocolo RJ-01518/2020.

O levantamento tem nível de confiança estimado em 95%, o que significa dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerada a margem de erro.