PUBLICIDADE
Topo

Ibope em São Paulo: Bruno Covas amplia vantagem e lidera pesquisa com 32%

Bruno Covas (PSDB) foi o candidato com maior crescimento em relação ao último levantamento do Ibope - YURI MURAKAMI/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Bruno Covas (PSDB) foi o candidato com maior crescimento em relação ao último levantamento do Ibope Imagem: YURI MURAKAMI/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

09/11/2020 19h13Atualizada em 09/11/2020 22h29

Atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) lidera a disputa das eleições 2020 com 32% das intenções de votos, segundo a pesquisa Ibope divulgada hoje. Seguem tecnicamente empatados em segundo lugar Guilherme Boulos (PSOL), com 13%, Celso Russomanno (Republicanos), com 12%, e Márcio França (PSB), com 10%.

Covas cresceu seis pontos percentuais em relação ao último levantamento, divulgado em 30 de outubro. Russomanno teve queda de oito pontos, e França oscilou um ponto para baixo. Boulos manteve se manteve nos 13%.

A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Os candidatos Antônio Carlos (PCO), Marina Helou (Rede) e Vera Lúcia (PSTU) tiveram menos de 1% das intenções de voto na pesquisa.

Na noite desta segunda, Covas disse que atribui a liderança isolada na pesquisa à aprovação de seu governo e ao fato de, segundo ele, não fazer da disputa um "terceiro turno de 2018" e nem uma antecipação da eleição presidencial — numa referência indireta ao adversários França e Russomanno, respectivamente.

Debate UOL/Folha

Na próxima quarta-feira, os quatro primeiros colocados nas pesquisas participam de debate promovido pelo UOL, em parceria com a Folha de S.Paulo. O evento será das 10h às 11h30, com transmissão ao vivo.

Evolução

  • Covas foi de 26% para 32%;
  • Boulos se manteve com 13%;
  • Russomanno foi de 20% para 12%;
  • França foi de 11% para 10%;
  • Jilmar Tatto se manteve com 6%;
  • Arthur do Val foi de 3% para 5%;
  • Joice Hasselmann se manteve com 2%;
  • Andrea Matarazzo se manteve com 1%;
  • Levy Fidelix se manteve com 1%;
  • Orlando Silva se manteve com 1%;
  • Vera Lúcia se manteve com 0%;
  • Marina Helou se manteve com 0%;
  • Antônio Carlos se manteve com 0%;
  • Os brancos e nulos foram de 10% para 11%;
  • Os indecisos se mantiveram em 5%.

Segundo turno

Nas simulações de segundo turno, o único candidato que saiu vitorioso em todos os cenários testados pelo Ibope foi Covas. Pela margem de erro,

Bruno Covas 52% x 24% Guilherme Boulos
brancos e nulos: 16%
não sabem: 8%

Bruno Covas 54% x 22% Celso Russomanno
brancos e nulos: 18%
não sabem: 7%

Bruno Covas 47% x 30% Márcio França
brancos e nulos: 15%
não sabem: 8%

Celso Russomanno 36% x 32% Guilherme Boulos
brancos e nulos: 24%
não sabem: 8%

Márcio França 45% x 24% Guilherme Boulos
brancos e nulos: 21%
não sabem: 9%

Márcio França 45% x 27% Celso Russomanno
brancos e nulos: 19%
não sabem: 9%

Rejeição

Candidato com maior índice de rejeição, Russomanno teve 41% dos entrevistados afirmando que não votariam nele em nenhuma hipótese. Ele é seguido por Guilherme Boulos, com 25%, e Joice Hasselmann (também 25%). Já Covas teve 17% de rejeição.

Como os entrevistados podiam apontar mais de uma resposta, a soma de todos os candidatos apresenta mais de 100%.

  • Celso Russomanno: 41%
  • Guilherme Boulos: 25%
  • Joice Hasselmann: 25%
  • Levy Fidelix: 21%
  • Jilmar Tatto: 20%
  • Bruno Covas: 17%
  • Arthur do Val: 16%
  • Vera Lúcia: 15%
  • Orlando Silva: 14%
  • Andrea Matarazzo: 12%
  • Antonio Carlos Silva: 11%
  • Márcio França: 11%
  • Marina Helou: 11%
  • Poderiam votar em todos: 2%
  • Não sabem ou não responderam: 13%

O Ibope entrevistou 1.204 pessoas entre os dias 7 e 9 de novembro. Contratada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo, a pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo SP-07164/2020. O levantamento tem nível de confiança estimado em 95%.

Eleições à Prefeitura de São Paulo 2020