PUBLICIDADE
Topo

Wal do Açai, agora Wal Bolsonaro, recebe só 266 votos e não se elege

Wal do Açaí posa entre o vereador do Rio, Carlos Bolsonaro, e o presidente da República, Jair Bolsonaro - Facebook Wal do Açaí
Wal do Açaí posa entre o vereador do Rio, Carlos Bolsonaro, e o presidente da República, Jair Bolsonaro Imagem: Facebook Wal do Açaí

Do UOL, em São Paulo

16/11/2020 01h16

Walderice Santos da Conceição, a "Wal do Açaí", ex-assessora parlamentar do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), teve apenas 266 votos e não conseguiu se eleger vereadora de Angra dos Reis (RJ) pelo Republicanos

Inscrita no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) como "Wal Bolsonaro", ela é investigada por supostamente ter sido funcionária fantasma do chefe do Executivo quando ele era deputado federal.

A investigação, que segue há dois anos na Procuradoria da República do Distrito Federal, começou após uma reportagem de janeiro de 2018 publicada pela Folha de S.Paulo.

Walderice foi lançada informalmente como pré-candidata à vereadora em Angra dos Reis no início de julho, em um encontro que contou com a presença do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente. Em vídeo divulgado nas redes sociais, Flávio disse que "Wal do Bolsonaro" tem "todo o nosso apoio", referindo-se à sua família.

No dia 5 de novembro, Bolsonaro pediu votos para Wal em sua tradicional live de quinta-feira nas redes sociais. À ocasião ele declarou que devia isso a ela por serviços que "prestou na região".

"Agora a Wal resolveu vir como vereadora em Angra dos Reis [RJ]. Então é obrigação minha, pelos excelentes serviços que ela prestou na região... O deputado pode ter servidor comissionado em qualquer lugar do estado, não apenas na capital ou onde o parlamentar mora. Então você que não decidiu ainda, se possível, [vote na] Wal. Wal Bolsonaro, né? Botou Bolsonaro. Valeu, Wal!", disse ele.