PUBLICIDADE
Topo

Eleito, Maguito Vilela continua intubado; filho comemora recuperação

Maguito Vilela em foto do dia 12/11, antes dele ser intubado novamente - Divulgação
Maguito Vilela em foto do dia 12/11, antes dele ser intubado novamente Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL

29/11/2020 19h25

Maguito Vilela (MDB) venceu a eleição para prefeito de Goiânia, mas não pode comemorar. Ele está com covid-19 e foi internado há mais de um mês. Por isso quem celebrou a vitória foi o filho dele, Daniel Vilela, que disse que o pai está reagindo bem. Também foi divulgado um novo boletim médico sobre o estado de saúde de Maguito.

De acordo com o hospital, Maguito está traqueostomizado, sedado e conectado a ventilação mecânica, mas tem "parâmetros satisfatórios de oxigenação" e "mantém a estabilidade hemodinâmica.

O prefeito eleito foi internado em 27 de outubro, teve uma pequena evolução, mas precisou ser intubado novamente no dia da eleição do 1º turno, em 15 de novembro.

O filho de Maguito revelou que, naquela data, foi o pior momento do pai. Mas segundo ele, a situação melhorou ao longo das últimas duas semanas.

"Ele está reagindo, está sendo muito bem assistido. Minha maior convicção é por saber que Deus tem um propósito maior para ele. Não ganhamos essa eleição à toa", comemorou Daniel Vilela.

A mensagem publicada no Twitter, para divulgar o boletim médico, também foi de otimismo.

"Nosso amigo e guerreiro Maguito Vilela está vencendo a batalha contra a Covid-19 graças a Deus, suas orações e ao tratamento médico realizado pelo Hospital Albert Einstein, que divulgou neste domingo novo boletim médico. Maguito mantém a estabilidade hemodinâmica"

Maguito Vilela recebeu 52,6% dos votos válidos. O adversário dele, Vanderlan Cardoso (PSD), ficou com 47,4%

Você utiliza a Alexa? O UOL é o parceiro oficial da assistente de voz da Amazon, com boletins de notícias e dados atualizados das últimas pesquisas eleitorais e dos resultados do 2º turno. Para saber sobre a eleição na sua cidade com a credibilidade do UOL, pergunte: "Alexa, qual é o resultado da pesquisa eleitoral em São Paulo?", por exemplo, ou "Alexa, quem ganhou a eleição no Rio de Janeiro?". Nos encontramos lá!