PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Jovem produz máscaras especiais para deficientes auditivos nos EUA

Isabella Appell criou máscaras para deficientes auditivos - Reprodução / Youtube
Isabella Appell criou máscaras para deficientes auditivos Imagem: Reprodução / Youtube

Do UOL, em São Paulo

21/07/2020 09h46

Uma jovem da Califórnia passou a fazer máscaras de proteção especiais desde o início da pandemia do novo coronavírus. Isabella Appell, 17, tem produzido os equipamentos de proteção individual com um recorte de plástico transparente sobre a boca, pensando nas pessoas deficientes auditivas que utilizam a linguagem de sinais (Libras) para se comunicar.

"Percebi que havia muitos comentários sobre o quão assustador era para eles agora e o quanto era difícil para eles se comunicar", disse Appell em entrevista à CNN norte-americana. A partir daí, ela começou a pesquisar sobre o assunto por iniciativa própria.

Com isso, a jovem criou a "Talking Masks", uma pequena empresa que fabrica as máscaras diferenciadas. E para a parte plástica não embaçar durante o uso, ela usa um spray anti-embaçamento nos produtos finais.

Máscaras para deficientes auditivos criadas pela jovem da Califórnia - Divulgação / Talking Masks - Divulgação / Talking Masks
Imagem: Divulgação / Talking Masks

A mãe de Isabella, Renee Appell, ficou impressionada com a dedicação da filha em apoiar a comunidade surda durante a pandemia.

"Ela fazia a lição de casa ou estudava até as 22 ou 23h e depois cortava e costurava até duas ou três da manhã, e recomeçava todo o processo na manhã seguinte", disse. "Quando ela encontra algo em que acredita, ela dá tudo o que tem e se dedica a essa causa como nunca vimos antes", acrescentou.

Até o momento, Isabella Appell disse ter feito mais de 300 máscaras especiais, que são comercializadas em seu próprio site. Tudo o que a adolescente pede é que quem queira ou precise de um item, faça uma pequena doação e pague a taxa de entrega.

Todo o dinheiro arrecadado é doado para o "Hearing Aid Project", uma associação sem fins lucrativos que fornece aparelhos auditivos para quem não pode pagar.

Coronavírus