PUBLICIDADE
Topo

Internacional

'Não vou recuar', diz Steve Bannon após deixar a prisão nos EUA

Ex-conselheiro de Donald Trump pagou fiança de US$ 5 milhões, ou mais de R$ 28 milhões - Nicholas Kamm/ AFP
Ex-conselheiro de Donald Trump pagou fiança de US$ 5 milhões, ou mais de R$ 28 milhões Imagem: Nicholas Kamm/ AFP

Do UOL, em São Paulo

21/08/2020 15h59

Steve Bannon, ex-conselheiro do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deixou a prisão após pagamento de uma fiança de US$ 5 milhões (mais de R$ 28 milhões). Indiciado pela Procuradoria de Nova York, Bannon disse hoje ver a detenção de ontem como um ato político.

"Eu não vou recuar. Isso foi um ataque político", disse Bannon em seu podcast, prometendo contra-atacar. "Todo mundo sabe que eu adoro uma briga."

Segundo Bannon, considerado um dos grandes nomes da campanha que levou Trump à Casa Branca, sua prisão teve a intenção de "parar e intimidar pessoas" que apoiam o republicano, especialmente a respeito da questão da construção de um muro na fronteira entre Estados Unidos e México.

Foram justamente denúncias de fraude nos fundos para a construção do muro que levaram Steve Bannon à prisão ontem.

"Estou nisso a longo prazo. Estou nisso para a luta. Vou continuar lutando", avisou.

Internacional