PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Corpos de vítimas de covid continuam em caminhões de Nova York após um ano

Caminhões frigoríficos no bairro do Brooklyn, em Nova York - KEVIN HAGEN FOR THE WALL STREET JOURNAL
Caminhões frigoríficos no bairro do Brooklyn, em Nova York Imagem: KEVIN HAGEN FOR THE WALL STREET JOURNAL

Colaboração para o UOL

10/05/2021 10h42

Centenas de corpos de vítimas de covid-19 continuam em caminhões frigoríficos em Nova York após mais de um ano. No ano passado, a cidade se tornou o epicentro da pandemia de coronavírus e começou a armazenar os corpos dessa forma.

Em um relatório para um comitê de Saúde do Conselho Municipal, as autoridades médicas de Nova York informaram que cerca de 750 corpos ainda estão refrigerados dentro dos caminhões. As informações foram obtidas pelo portal The City.

A comissária adjunta executiva do Departamento Médico Legista de Nova York, Dina Maniotis, disse que as vítimas serão transferidas para o cemitério de Hart Island assim que as famílias autorizarem.

De acordo com Maniotis, a maioria optou pelo sepultamento no Hart Island. No entanto, o Departamento perdeu o contato com as famílias em alguns casos.

Segundo estimativas do The City e do Stabile Center, entre 500 e 800 corpos foram armazenados nos caminhões desde abril de 2020.

Mesmo sem ter enterrado todas as suas vítimas, Nova York se prepara para a reabertura. Restaurantes e bares poderão funcionar com capacidade máxima a partir do dia 19. O prefeito Bill de Blasio anunciou que pretende "reabrir totalmente" a cidade a partir do dia 1º de julho.

Coronavírus