PUBLICIDADE
Topo

Guerra da Rússia-Ucrânia

Notícias do conflito entre Rússia e Ucrânia


Conteúdo publicado há
3 meses

Ucrânia estima perda de US$ 500 bi na economia após invasão da Rússia

16.mar.2022 - O serviço de emergências da Ucrânia publicou fotos de áreas destruídas por ataques na região de Luhansk. "Dezenas de casas foram incendiadas em Severodonetsk, Rubizhne e Lysychansk durante a noite", disse o serviço, que atribui os ataques a forças russas. - Reprodução/Facebook/MNS.GOV.UA
16.mar.2022 - O serviço de emergências da Ucrânia publicou fotos de áreas destruídas por ataques na região de Luhansk. "Dezenas de casas foram incendiadas em Severodonetsk, Rubizhne e Lysychansk durante a noite", disse o serviço, que atribui os ataques a forças russas. Imagem: Reprodução/Facebook/MNS.GOV.UA

Colaboração para o UOL

16/03/2022 07h53Atualizada em 16/03/2022 08h51

O governo da Ucrânia estima que a economia do país perdeu mais de US$ 500 bilhões desde que a Rússia invadiu o território, em 24 de fevereiro. As informações são da agência de notícias Interfax.

"E, de fato, esses são os recursos que serão necessários para restaurar nosso Estado - tanto às custas do repatriamento da Federação Russa, quanto às custas de nossos parceiros - para que a Ucrânia se recupere e se torne o mesmo que antes da guerra", disse o primeiro-ministro ucraniano, Denys Shmyhal.

O Ministério das Finanças ucraniano estimou a receita do país em 2021 em US$ 443.294,15, o que representaria 0,01% do valor de perda para economia do país por causa da guerra.

No último dia 10, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou que já instruiu o governo a desenvolver um plano para reconstrução de cidades ucranianas destruídas na guerra contra a Rússia.

"Um programa estadual especial será criado para cada cidade afetada. Para recuperação. Já instruí o governo a iniciar o desenvolvimento", disse ele, em uma mensagem de vídeo, segundo a agência Interfax.

"Chernihiv e Sumy, Akhtyrka e Zhytomyr, Izyum, Mariupol e todas as cidades onde o mal veio não verão um traço da invasão russa", disse Zelensky. "Os melhores arquitetos. As melhores empresas. As melhores projetos. Para cada cidade!", acrescentou.

Mapa Rússia invade a Ucrânia - 26.02.2022 - Arte UOL - Arte UOL
Imagem: Arte UOL

Sob toque de recolher, Kiev é alvo de ataque

Capital da Ucrânia, Kiev está sob um toque de recolher de 35 horas após uma série de ataques que atingiu civis ontem (15). Hoje (16), 21º dia da invasão russa ao território ucraniano, um prédio residencial foi atingido por um bombardeio. Segundo informações iniciais do serviço de emergências da Ucrânia, até o momento, ao menos duas pessoas ficaram feridas.

Nesta quarta, o governo ucraniano disse que não abriu corredores humanitários para evacuação, alegando que não recebeu resposta das propostas de rotas enviadas à Cruz Vermelha. Dessa forma, a Ucrânia diz que não conseguiria transportar as pessoas com segurança.

Ainda hoje, as delegações de Rússia e Ucrânia vão ter o terceiro dia seguido de negociações a respeito do conflito entre os países. O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, avalia que as conversas parecem "mais realistas" agora, mas pediu mais tempo para o diálogo. A Rússia quer uma Ucrânia neutra como Suécia e Áustria. Hoje, Zelensky irá discursar, por meio de vídeo, para congressistas dos Estados Unidos.