Conteúdo publicado há 2 meses

Embaixador da Palestina: Fala de Lula tem efeito positivo na busca pela paz

A fala do presidente Lula sobre o conflito de Israel com a Palestina na Faixa de Gaza tem efeito positivo na busca pela paz, afirmou o embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Alzeben, durante entrevista ao UOL News nesta segunda-feira (19). O presidente condenou os ataques na Faixa de Gaza e fez comparação com o holocausto.

Se pode fazer alguma mudança na cabeça de Netanyahu eu não me atrevo a dizer. Mas, sem dúvida, a fala do senhor presidente Lula e o respeito que tem internacionalmente têm uma repercussão muito importante. Já estamos recebendo notícias do mundo inteiro com muito respeito à fala e também a própria figura internacional. Ibrahim Alzeben, embaixador da Palestina no Brasil

O presidente Lula ultrapassou os limites brasileiros e da América Latina. É uma figura internacional que goza do respeito de todo mundo. As palavras e posições dele realmente têm um efeito positivo e esperamos muito em breve dar fruto também para esse processo de paz. A paz tem que voltar a reinar naquela área entre a Palestina e Israel. Não tem outra saída. Netanyahu é um fenômeno efêmero naquela área e tem que deixar espaço para as vozes da razão, paz e convivência pacífica, e cooperação entre dois blocos, países e estados. Ibrahim Alzeben, embaixador da Palestina no Brasil

O embaixador deixou agradecimentos ao presidente do Brasil e aos brasileiros pelo gesto feito por Lula na Etiópia neste domingo (18).

Quero agradecer profundamente ao senhor presidente [Lula] e todo o povo brasileiro que está apoiando uma solução pacífica desse conflito que dura mais de sete décadas. Obviamente, Israel que está encurralado contra o mundo inteiro, neste caso estou me referindo ao Netanyahu e seu gabinete de guerra. Ibrahim Alzeben, embaixador da Palestina no Brasil

Eles estão aproveitando de qualquer circunstância de qualquer realidade, para fugir do que tem que fazer: parar essa guerra, parar esse genocídio. Eles aproveitaram das palavras do senhor presidente [Lula], que falou bem claro do que ele acusa e condena. Ibrahim Alzeben, embaixador da Palestina no Brasil

Como todos, acusamos, denunciamos e condenamos o holocausto. O holocausto não pode se repetir nunca mais do mesmo jeito que tem que parar esse genocídio na Palestina. Ibrahim Alzeben, embaixador da Palestina no Brasil

Alzeben lembra alguns números de vítimas — a grande maioria civis — do conflito que a Faixa de Gaza vive, em consequência da retaliação do governo de Benjamin Netanyahu aos ataques do Hamas em Israel no início de outubro do ano passado.

Quando falamos de 29 mil mortos já registrados, 8 mil desaparecidos, praticamente que [devem] ter sido mortos, 69 mil feridos, já é uma situação que não me atrevo inclusive a dizer que é um genocídio. Ibrahim Alzeben, embaixador da Palestina no Brasil

Continua após a publicidade

Os especialistas devem achar uma palavra maior que holocausto, genocídio, massacre, etc. O que está acontecendo é uma catástrofe humana em um espaço minúsculo de 365 km² onde mais de 1.6 milhão de habitantes podem a qualquer momento ser atacados e massacrados e adicionados aos mais de 100 mil entre mortos e feridos. Ibrahim Alzeben, embaixador da Palestina no Brasil

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja a íntegra do programa:

Deixe seu comentário

Só para assinantes