Conteúdo publicado há 1 mês

EUA mantêm presa há quase 2 meses tripulação de navio que derrubou ponte

O governo americano e o FBI mantêm os tripulantes estrangeiros presos no navio cargueiro que há quase dois meses derrubou uma ponte em Baltimore, no estado de Maryland.

O que aconteceu

A embarcação se chocou contra uma ponte no dia 26 de março. O acidente matou seis pessoas e derrubou a ponte Francis Scott Key, uma ligação de 2,5 quilômetros nas proximidades de um dos portos mais movimentados dos Estados Unidos.

Os 21 membros da tripulação são mantidos no cargueiro Dali desde então. Eles não foram retirados do navio mesmo durante a demolição de parte dos destroços da ponte na última segunda-feira (13).

Os 20 indianos e um cingalês estão proibidos de deixar o navio. O motivo é a falta da documentação, já que os vistos de todos venceram desde o acidente.

A outra justificativa para mantê-los no cargueiro é a investigação em curso. As autoridades confiscaram os celulares dos tripulantes, que ficaram sem contato com o mundo exterior durante semanas. Apenas recentemente o sindicato entregou a eles novos celulares.

Autoridades conversam com marinheiros a bordo do Dali
Autoridades conversam com marinheiros a bordo do Dali Imagem: Sindicato dos Oficiais Marítimos de Cingapura

Tripulação está triste. "Tem sido difícil para os tripulantes, principalmente [porque] eles sabem que houve perda de vidas", disse à CNN internacional Gwee Guo Duan, secretário-geral adjunto do Sindicato dos Oficiais Marítimos de Singapura. "É difícil para eles estar a bordo e ter que olhar o local do acidente todos os dias."

Os direitos da tripulação devem ser respeitados. "Não importa quanto tempo demore a investigação, os direitos e o bem-estar da tripulação não devem ser infringidos durante o seu curso", afirmou em comunicado Dave Heindel, presidente da União Internacional dos Marinheiros.

Empresa que gere o navio leva alimentos e produtos de higiene. "Eles têm tudo que precisam", disse Darrell Wilson, porta-voz da Synergy Marine.

Continua após a publicidade

Eles precisam cuidar do navio, cuidar dos equipamentos, ter certeza de que tudo está funcionando conforme o necessário.
Darrell Wilson, da Synergy Marine

Deixe seu comentário

Só para assinantes