Conteúdo publicado há 26 dias

Passageiros desmaiam de calor presos dentro de avião sem ar-condicionado

Passageiros de um voo da companhia Qatar Airways passaram mal após o avião em que estavam fazer uma parada por mais de três horas, sem ar-condicionado.

O que aconteceu

O avião precisou esperar no aeroporto de Atenas após um ''problema técnico''. O voo QR204 saía da Grécia e ia para Doha, no Qatar, na segunda-feira (10).

Os passageiros não puderam sair da aeronave e muitos desmaiaram com o calor. O episódio ocorreu em meio a uma onda de calor que atingiu a Grécia, com temperaturas superiores a 40ºC.

Alguns ficaram sem camisa e outros tiveram hemorragias nasais. Parte deles também precisou usar máscaras de oxigênio para respirar, enquanto as crianças choravam.

A situação gerou brigas entre os clientes e os tripulantes, que não teriam informado o que estava acontecendo. Jornais locais contam que quase houve confronto físico entre eles e, após muita insistência, os passageiros foram autorizados a descer.

A partida do voo atrasou um dia. O sufoco enfrentado foi gravado por algumas pessoas, que publicaram nas redes sociais.

A Qatar Airways pediu desculpas aos passageiros em nota. ''Estendemos nosso total apoio a todos os passageiros afetados para garantir que fossem realocados em conexões até seus destinos finais'', informou ao UOL.

Veja nota da Qatar na íntegra:

Continua após a publicidade

''A Qatar Airways pede sinceras desculpas aos passageiros que viajavam no voo QR204 de Atenas (ATH) para Doha (DOH) na segunda-feira, 10 de junho de 2024, pelo atraso devido a um problema técnico.

Como resultado, todos os passageiros foram convidados a desembarcar da aeronave e receberam suporte da nossa equipe no Aeroporto Internacional de Atenas, enquanto as equipes de manutenção em terra trabalhavam para resolver o problema. Posteriormente, o voo partiu de ATH, chegando a DOH às 10h39, horário local, na terça-feira, 11 de junho de 2024, onde estendemos nosso total apoio a todos os passageiros afetados para garantir que fossem realocados em conexões até seus destinos finais.

A segurança dos nossos passageiros e tripulação é nossa maior prioridade em todos os momentos, e na chegada a DOH nos desculpamos a cada passageiro afetado por esta perturbação imprevista e pelos inconvenientes causados. Além disso, os passageiros foram informados dos seus direitos a indenizações de acordo com a regulamentação aplicável."

Deixe seu comentário

Só para assinantes