Eleitor vê Trump melhor fisicamente e Biden como mais honesto, diz pesquisa

A última pesquisa Ipsos mostra que os eleitores americanos veem Donald Trump como uma pessoa melhor física e mentalmente e o presidente Joe Biden como mais honesto e capaz de proteger a democracia. A menos de quatro meses da eleição, os dois aparecem rigorosamente empatados nas intenções de voto.

O que dizem os números

Apenas 13% acham que Biden está bem fisicamente. Outros 44% disseram que Trump está mais habilitado para um novo mandato de quatro anos à frente da Casa Branca. Quando se trata da saúde mental dos candidatos, as porcentagens são semelhantes: 44% acreditam que o republicano está bem e só 14% acham o mesmo do democrata.

Biden é visto como mais honesto e confiável que o rival. Entre os mais de 2.000 entrevistados, 39% disseram ver o atual presidente como honesto e confiável, enquanto 22% afirmaram o mesmo de Trump. Biden também é considerado como alguém que vai proteger a democracia (41% a 35%), representa mais os valores dos eleitores (36% a 31%) e entende melhor os problemas da população (34% a 32%).

Ao todo, 58% acham que Trump e Biden estão 'velhos demais'. Um em cada quatro (28%) acredita que apenas o democrata está velho demais para o cargo, ao passo que 2% têm a mesma avaliação sobre o republicano. Para 11%, nenhum dos dois está velho demais. Trump tem 78 anos e Biden, 81.

Tanto Trump quanto Biden têm 46% das intenções de voto. Na pesquisa anterior, feita em abril, o ex-presidente tinha 40%; o atual, 38%. O cenário não muda muito quando são incluídos outros candidatos, com Biden somando 43%, Trump alcançando 42% e Robert F. Kennedy Jr., 9%. Cornel West e Jill Stein têm 2% cada.

Em disputa hipotética, Kamala tem ligeira vantagem sobre Trump. O levantamento também simulou um cenário em que a vice-presidente Kamala Harris seria candidata no lugar de Biden. Nesta corrida hipotética, Kamala aparece numericamente à frente de Trump, com 49% das intenções de voto. O republicano tem 47%. Recentemente, em carta ao Partido Democrata, Biden reforçou que segue na disputa.

Pesquisa ouviu 2.431 eleitores entre 5 e 9 de julho. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi encomendado por The Washington Post e ABC News.

Sistema eleitoral nos EUA

Presidente e vice não são eleitos diretamente pelo voto. Os eleitores, na realidade, escolhem os representantes do Colégio Eleitoral — ou delegados — de seus respectivos estados.

Continua após a publicidade

Vencedor precisa conquistar 270 dos 538 delegados. O número de representantes é proporcional à população e ao número de parlamentares de cada estado. Por isso, o candidato que recebe a maioria dos votos populares pode não ser eleito, como aconteceu em 2016: na ocasião, Trump não conquistou a maior parte dos votos absolutos, mas sim dos delegados e derrotou Hillary Clinton.

Deixe seu comentário

Só para assinantes