Topo

A fazenda no gelo que produz legumes e verduras a -30ºC no Ártico

16/05/2019 14h06

O americano Benjamin Vidmar mora nas Ilhas Svalbard, a 'apenas' mil km do Polo Norte, e quer tornar o arquipélago mais sustentável.

A maior parte do que se come ali vem de avião ou de navio da Noruega, a quem pertence o arquipélago.

As temperaturas podem chegar a -30°C durante os quatro meses de escuridão no inverno.

BBC
Imagem: BBC

Já no verão, há luz do sol 24 horas por dia.

"Na verdade, temos (a Noruega) a maior produção de CO2 per capita do mundo", diz.

"Comecei a ficar preocupado e pensei que precisávamos fazer alguma coisa", acrescenta.

Ben começou seu próprio negócio produzindo comida localmente, o Polar Permaculture.

"É importante ter comida produzida aqui; é importante usar menos plástico", diz.

"Neste momento, a maioria dos nossos legumes e verduras vêm em embalagens plásticas. Quando jogamos o plástico fora, temos que enviá-lo de volta ao continente", acrescenta.

Ben cultiva verduras e legumes em uma estufa no verão e microgreens (pequenos vegetais que podem ser cultivas em casa) durante os meses de inverno.

Ele espera, um dia, poder abrir seu próprio restaurante de 'resíduo zero'.

Arquipélago a mil km do Polo Norte, na Noruega - BBC
Arquipélago a mil km do Polo Norte, na Noruega
Imagem: BBC

Atualmente, vende sua produção na principal cidade do arquipélago, Longyearbyen.

As sobras são usadas para fazer adubo em seu minhocário.

Cientistas dizem que o Ártico vem se aquecendo mais rápido do que qualquer outro lugar na Terra.

Ben quer que seu projeto inspire outras iniciativas em prol do meio ambiente.

Mais Meio Ambiente