Topo

Tempestade de granizo 'bizarra' deixa cidade mexicana coberta por 1,5 m de gelo

AFP
Imagem: AFP

01/07/2019 10h32

Seis subúrbios da cidade de Guadalajara, no México, foram cobertos por uma espessa camada de gelo após uma forte tempestade de granizo no domingo.

O gelo, que chegou a 1,5m de espessura em alguns lugares, deixou alguns veículos praticamente soterrados.

AFP
Imagem: AFP

Equipamentos da defesa civil foram usados para limpar as ruas da cidade de cinco milhões de habitantes, localizada ao norte da capital, Cidade do México.

AFP
Imagem: AFP

De acordo com as autoridades locais, também foram registradas enchentes e quedas de árvores, mas tudo indica que não houve feridos.

AFP
Imagem: AFP

A cidade estava desfrutando de temperaturas de mais de 30ºC. E já havia sido atingida por tempestades de granizo antes, mas poucas vezes de forma tão violenta.

AFP
Imagem: AFP

As autoridades afirmam que 200 casas foram danificadas e dezenas de veículos foram arrastados pela cidade e distritos vizinhos.

O governador do Estado, Enrique Alfaro, descreveu o acontecimento como "inacreditável", segundo a agência de notícias AFP.

"E nos perguntamos se a mudança climática é real. São fenômenos naturais nunca vistos antes", declarou.

AFP
Imagem: AFP

De acordo com Michael Guy, meteorologista da CNN, havia a previsão de que o sistema de baixa pressão que se estende ao sul da fronteira entre os EUA e o México estimularia a formação de tempestades, separando diferentes massas de ar.

"Uma vez que essas tempestades se formaram, reuniram todos os ingredientes para que houvesse esta estranha tempestade de granizo sobre Guadalajara", afirmou Guy em reportagem publicada no site da CNN.

Segundo ele, o verão (de junho a setembro) é frequentemente chuvoso - e condições meteorológicas adversas não são novidade na região, devido à elevação da cidade, localizada a quase 1.500 metros acima do nível do mar.

"No entanto, este foi um caso em que ingredientes atmosféricos e topográficos entraram em ação para causar uma tempestade de granizo bizarra", acrescentou.

Meio Ambiente