PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

São Paulo registra a tarde mais fria de 2013; máxima foi de 13,6º hoje

Do UOL, em São Paulo

23/07/2013 15h23Atualizada em 23/07/2013 21h13

A intensa massa de ar frio polar em conjunto com a alta umidade contribuíram para o acentuado declínio da temperatura e da sensação térmica na Grande São Paulo. A tarde segue com céu encoberto, garoa e termômetros em torno dos 10ºC. De acordo com a rede de estações meteorológicas, a sensação térmica oscila entre 7ºC e 9ºC. Para as próximas horas, a temperatura continua em queda. A mínima de 8ºC deve se confirmar durante a noite, segundo dados do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências) da capital. Às 17h, os termômetros marcaram 8,6ºC.

VOCÊ MANDA PARA O UOL

  • Rodrigo Philipps/Agência RBS

    Envie fotos do frio e da neve na sua cidade

A temperatura máxima, que normalmente é aferida entre 14h e 16h, foi observada no início da madrugada, às 0h desta terça-feira (23). Os termômetros das estações do CGE situadas nos bairros de Jaçanã/Tremembé, na Zona Norte e Penha, na Zona Leste registraram 13,6ºC, estabelecendo assim a menor temperatura máxima de 2013 em São Paulo.

O mirante Santana do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) registrou mínima de 9,2ºC na manhã desta terça. O menor valor até então era de 10,2°C registrado no dia 9 de maio. Foi a menor temperatura mínima desde 26 de setembro de 2012, quando foi marcado 9,1ºC.

Tendência

O ar frio e úmido permanece atuando nos próximos dias. Na quarta-feira (24), o dia começa com céu nublado e com termômetros em torno dos 6ºC. Nos bairros mais afastados como Parelheiros, Capela do Socorro, as mínimas podem ser ainda menores, por volta dos 3ºC. A circulação dos ventos favorece a entrada de umidade e há condições para garoa e chuva leve entre a tarde e a noite. Por conta do tempo fechado, a amplitude térmica será pequena. A máxima não passa dos 11ºC.

Na quinta-feira (25), o dia será frio e chuvoso. Os ventos que sopram do quadrante sul vão manter a sensação térmica baixa. Os termômetros oscilam entre a mínima de 8ºC e a máxima de 13ºC. A partir da sexta-feira (26), o ar mais seco ganha força. O sol aparece e o frio diminui aos poucos.

Pode nevar na Serra na Mantiqueira

A intensa massa de ar polar que atinge o Brasil já provocou neve nos três Estados da região Sul e até em Mato Grosso do Sul. No Sudeste, os termômetros marcaram 5,4°C em Itapeva, 6,4°C em Presidente Prudente e 6,7°C em Rancharia, no Estado de São Paulo; 10,5° no Pico do Couto e 12,9°C em Nova Friburgo, no Rio de Janeiro. Em Minas, a mínima foi de 8,9°C em Campina Verde e 9,1°C em Monte Verde.

Os moradores do Sudeste podem aumentar os casacos amanhã, pois a previsão é de mais frio e novos recordes, com mínimas próximas de 0°C no sul de São Paulo e em torno dos 6°C no oeste e sul de Minas Gerais. Como há condição para chuva, os meteorologistas da Somar não descartam o risco de neve nesta quarta-feira (24) na Serra da Mantiqueira, divisa entre os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O fenômeno pode ocorrer, por exemplo, nos pontos mais altos de Campos do Jordão-SP, Monte Verde-MG e do Parque Nacional do Itatiaia-RJ.

Segundo o Parque Nacional do Itatiaia, o último registro de neve na região ocorreu no Pico das Agulhas Negras, em julho de 2010. Funcionário há 35 anos da Furnas Centrais Elétricas, que fica dentro do Parque, ao lado do Pico, Adauto Ribeiro da Silva lembra da última vez que ocorreu o fenômeno, numa tarde gelada de julho três anos atrás. Adauto conta que viu neve na região em 7 anos diferentes e já enfrentou temperatura de -13°C.

Em Minas Gerais, o último registro de neve foi em julho de 1986, no município de Pedralva. Antes disso, a cidade turística de Monte Verde registrou o fenômeno em 31 de maio de 1986. Já o município de Campos do Jordão ficou coberto de neve 66 anos atrás. Segundo os registros, nevou por cerca de 3 horas na cidade em 11 de junho de 1947.

Após uma manhã gelada e com risco de neve nos pontos mais altos, a tarde segue com temperaturas baixas em todo o Sudeste e a máxima não passa dos 15°C em todo o Estado de São Paulo e sul de Minas Gerais e do Rio de Janeiro. A temperatura também entra em declínio no sul do Espírito Santo e os termômetros não passam dos 21°C.

Meio Ambiente