Topo

Trump diz que "não vê" efeitos de mudança climática apontados pelo seu próprio governo

Getty Images
Imagem: Getty Images

Em Washington

2018-11-28T09:45:04

28/11/2018 09h45

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que não é um "crente" na mudança climática e que "não vê" os efeitos que os relatórios científicos atribuem a este fenômeno, em entrevista publicada nesta terça-feira (27) no jornal "The Washington Post".

"Um dos problemas de muita gente, como eu mesmo, é que temos níveis muito altos de inteligência, mas não somos necessariamente tão crentes", declarou Trump na entrevista ao jornal da capital americana.

"Assim que, se (a mudança climática) tem ou não a mão do homem e se os efeitos de que está falando estão aí, eu não os vejo", acrescentou.

Com estas palavras, Trump contradisse pela segunda vez em 24 horas o recente relatório do seu próprio governo que estima que as consequências da mudança climática poderiam custar centenas de bilhões de dólares.

De acordo com o documento, o impacto do aquecimento global poderia fazer com que a economia se contraísse em torno de 10%, o que representaria o dobro das perdas registradas durante a Grande Depressão da década de 1930.

Veja também:


"Não acredito nisso", respondeu Trump nesta segunda-feira ao ser perguntado pelo relatório.

Na entrevista ao "The Washington Post", Trump disse que o ar e a água nos EUA estão mais limpos que nunca, mas não abordou a causa do aquecimento global segundo o consenso científico: as emissões de dióxido de carbono.

Trump já pôs em dúvida na semana passada a mera existência do aquecimento global devido a uma onda de frio que castigou o nordeste dos Estados Unidos em datas pouco habituais.

"Um frio brutal e prolongado pode quebrar todos os recordes. O que aconteceu com o aquecimento global?", questionou Trump, em um comentário similar ao que já fez em Ano Novo de 2018 por um fenômeno similar.

Trump retirou os EUA em junho de 2017 do Acordo de Paris sobre a mudança climática em uma controversa decisão que deixou seu país como o único no mundo fora do tratado.

Mais Meio Ambiente