PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Esse conteúdo é antigo

Cervo é encontrado morto na Tailândia com 7 kg de resíduos plásticos no estômago

Exames preliminares apontaram que o cervo morreu devido à obstrução intestinal após o consumo de lixo ao longo do tempo - AFP PHOTO / Office of Protected Area Region 13
Exames preliminares apontaram que o cervo morreu devido à obstrução intestinal após o consumo de lixo ao longo do tempo Imagem: AFP PHOTO / Office of Protected Area Region 13

27/11/2019 10h56

Um cervo selvagem foi encontrado morto em um parque nacional no norte da Tailândia com 7 quilos de resíduos plásticos e outros detritos em seu estômago.

O animal de 10 anos, com peso aproximado de 200 quilos, foi encontrado por guardas florestais na segunda-feira no Parque Nacional Khun Sathan, na província de Nan. Autoridades estimam que o cervo tenha morrido ao menos dois dias antes.

"Quando os veterinários examinaram o estômago do cervo, eles encontraram muito lixo, a maioria plástico", disse Kriangsak Thanompan, diretor de uma área de proteção no parque.

Animal tinha 10 anos e pesava aproximadamente 200 quilos - AFP PHOTO / Office of Protected Area Region 13 - AFP PHOTO / Office of Protected Area Region 13
Animal tinha 10 anos e pesava aproximadamente 200 quilos
Imagem: AFP PHOTO / Office of Protected Area Region 13
Exames preliminares apontaram que o cervo morreu devido à obstrução intestinal após o consumo de lixo ao longo do tempo. Veterinários encontraram sacolas plásticas, pacotes usados de café e macarrão instantâneo, luvas de borracha, lenços, roupas íntimas e uma corda plástica no estômago do animal.

"O local em que encontramos o cervo é uma floresta protegida, mas que é próxima a comunidades humanas e estradas onde viajantes, às vezes, jogam lixo", disse.

No ano passado, o Departamento de Parque Nacional, Vida Selvagem e Conservação de Plantas da Tailândia baniu o uso de plásticos e espuma em todos os parques nacionais do país, mas isso não impediu que animais morressem por ingestão de resíduos plásticos.

No início de 2019, um filhote órfão de dugongo resgatado no sul da Tailândia morreu devido a pedaços de plástico que obstruíram seu sistema digestivo. Em junho, uma baleia-piloto foi encontrada morta com 8 quilos de resíduos plásticos em seu estômago.

Ambientalistas dizem que a Tailândia produz cerca de dois milhões de toneladas de resíduos plásticos por ano, com cerca de 75 bilhões de sacolas descartadas anualmente.

O governo tailandês informou estar trabalhando com empresas para reduzir o uso de sacolas descartáveis até janeiro de 2020 e banir três tipos de plástico — microesferas, vedantes de tampa e plásticos exodegradáveis — até o fim de 2019.

Meio Ambiente