PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Conteúdo publicado há
15 dias

Estudo mostra que aquecimento global causa 37% das mortes por calor

São Paulo tem o maior número de mortes relacionadas ao clima, uma média de 239 por ano - Werther Santana/Estadão Conteúdo
São Paulo tem o maior número de mortes relacionadas ao clima, uma média de 239 por ano Imagem: Werther Santana/Estadão Conteúdo

Colaboração para o UOL

31/05/2021 15h05

Um estudo, publicado nesta segunda-feira (31) na revista Nature Climate Change e divulgado pela agência de notícias americana Associated Press, mostra que mais de um terço das mortes causadas pelo calor no mundo se devem diretamente ao aquecimento global.

Pesquisadores analisaram as mortes por calor em 732 cidades ao redor do mundo, de 1991 a 2018, e concluíram que 37% delas foram por altas temperaturas causadas pelo homem. Isso equivale a cerca de 9.700 pessoas por ano só nas cidades analisadas.

As maiores porcentagens de mortes por calor causadas pela mudança climática ocorreram em cidades da América do Sul. São Paulo apresentou o maior número: uma média de 239 por ano.

"São mortes relacionadas ao calor que realmente podem ser evitadas. É algo que causamos diretamente ", disse Ana Vicedo-Cabrera, epidemiologista do Instituto de Medicina Social e Preventiva da Universidade de Berna, na Suíça. Segundo ela, algumas cidades se adaptam ao calor melhor do que outras por causa de fatores culturais e condições ambientais.

"As pessoas continuam pedindo provas de que as mudanças climáticas já estão afetando nossa saúde. Este estudo responde diretamente a essa pergunta usando métodos epidemiológicos de última geração, e a quantidade de dados que os autores reuniram para análise é impressionante ", disse o Dr. Jonathan Patz, diretor do Global Health Institute da University of Wisconsin, à AP.

No entanto, os cientistas dizem que essas mortes são apenas uma parte do tributo geral do clima - ainda mais pessoas morrem de outros climas extremos amplificados pelo aquecimento global, como tempestades, inundações e secas - e os números de mortes por calor vão crescer exponencialmente com o aumento das temperaturas.

Meio Ambiente