PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Conteúdo publicado há
1 mês

Imazon: Desmatamento na Amazônia em maio foi do tamanho da cidade do Rio

Desmatamento da Amazônia bateu recorde pelo terceiro mês consecutivo, segundo Imazon   - PA Media
Desmatamento da Amazônia bateu recorde pelo terceiro mês consecutivo, segundo Imazon Imagem: PA Media

Colaboração para o UOL, em Alagoas

17/06/2021 08h37Atualizada em 17/06/2021 11h59

O desmatamento na Amazônia foi o maior em 10 anos pelo terceiro mês consecutivo, de acordo com dados do Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia), que faz o monitoramento da região por satélite.

Segundo o Imazon, foram desmatados 1.125 quilômetros quadrados de floresta no mês de maio, o que implica no maior registro para o mês nos últimos dez anos, um aumento de 70% em relação a maio de 2020, quando foi registrado desmatamento de 660 quilômetros quadrados no mesmo período.

Em termos comparativos, a área corresponde a quase toda a cidade do Rio de Janeiro. Os meses de março e abril também já haviam registrado os piores índices desde 2012.

Para Antonio Fonseca, pesquisador do Imazon, os dados são preocupantes. "Esse aumento expressivo em maio é muito preocupante porque estamos entrando na estação seca, que na maior parte da Amazônia Legal ocorre entre junho e setembro, quando historicamente são registrados os picos de desmatamento do ano", declarou Fonseca, em nota divulgada.

Meio Ambiente