PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Bachelet cobra seriedade da comunidade internacional durante COP26

28/10/2021 14h36

Genebra (Suíça), 28 out (EFE).- A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, fez um apelo por seriedade da comunidade internacional durante a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26), que terá neste domingo em Glasgow, no Reino Unido.

"Precisamos que sejam aprovadas leis que coloquem programas em prática e que sejam destinados investimentos sem demora. Só a ação urgente pode reduzir ou evitar desastres com um enorme e letal impacto em nós, nossos filhos e nossos netos", disse a ex-presidente do Chile, por meio de comunicado.

Bachelet cobrou dos governos que participarão da COP26 que cumpram os atuais compromissos de financiamento climático e, inclusive, os aumentem.

"Os mais vulneráveis aos efeitos da mudança climática, incluindo comunidades desfavorecidas e marginalizadas, devem ser os primeiros recebedores destes recursos", garantiu a Alta Comissária da ONU.

A ex-presidente do Chile lembrou que, recentemente, o Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas aprovou uma histórica resolução que reconhece o direito de todas as pessoas de viverem em um meio ambiente limpo, saudável e sustentável.

"É o momento de mudar para uma economia sustentável, neutra em carbono, e deixar de subsidiar atividades que destroem nosso único lar. Por isso, precisamos de modelos de negócio que sejam respeitosos com o meio ambiente e, com isso, protejam os direitos humanos", disse.

"Sem um planeta saudável em que viver, não haverá direitos humanos e, se continuarmos como estamos, poderia inclusive, não existir humanos", concluiu Bachelet. EFE

Meio Ambiente