PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Kennedy Alencar: Bolsonaro estimula agronegócio predatório

Colaboração para o UOL

18/11/2021 18h39

O colunista Kennedy Alencar, em participação ao UOL News, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estimula o agronegócio predatório.

Segundo levantamento inédito feito pela Repórter Brasil e a Agência Pública, nos últimos dez anos, cerca de 30 mil hectares de vegetação nativa foram literalmente envenenados para acelerar o desmatamento e abrir espaço para a soja e o gado.

Com o desmonte da fiscalização ambiental promovida pelo atual governo, o problema tende a ser maior do que os dados apontam.

"O que ele tem feito na área ambiental é um desmantelamento dos órgãos de fiscalização que são fundamentais, primeiro para evitar algo nitidamente criminoso. Jogar agrotóxico para desmatar é crime, não tem nem discussão sobre isso, e jogar um tipo de agrotóxico em determinada plantação tem que está submetido aos critérios científicos e de impacto na saúde das pessoas", argumentou Kennedy.

O Brasil é uma potência ambiental, e o agronegócio é um dos motores da economia do país, lembrou o colunista. Portanto, não devemos demonizar o agronegócio.

"Mas precisa se ajudar, porque muitos setores do agronegócio dão corda a essa visão predatória e atrasada que Bolsonaro tem na relação com o meio ambiente, seja na Amazônia ou em outros biomas."

Meio Ambiente