Topo

Lula chega a hospital para nova sessão de quimioterapia, em SP

Marcela Rahal

Do UOL Notícias, em São Paulo

21/11/2011 08h30

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou ao hospital Sírio Libanês, em São Paulo, na manhã desta segunda-feira (21) para fazer uma nova sessão de quimioterapia. O horário do procedimento, que faz parte do tratamento contra o câncer de laringe, ainda não foi confirmado, mas o hospital informou que ele deve passar a noite no local.

 

Blog do Maurício Stycer

Assim como na primeira sessão de quimioterapia, realizada no último dia 31 de outubro, Lula poderá passar a noite no hospital para acompanhamento médico e análise dos possíveis efeitos colaterais comuns em pacientes submetidos ao tratamento. Na sessão anterior, os médicos afirmaram que o ex-presidente não sentiu enjoos com os medicamentos.

Uma terceira sessão de quimioterapia deve ser realizada ainda este ano. Se tudo correr como o planejado pelos médicos, Lula deverá ser submetido também a sessões de radioterapia no início de 2012. Não há plano de cirurgia no cronograma de tratamento.

Clique na imagem para ver as mudanças no rosto de Lula ao longo das últimas décadas

  • Arte/UOL

A expectativa é de que o tratamento esteja concluído em fevereiro do ano que vem. Ainda de acordo com os médicos, as chances de cura do ex-presidente são altas.

Sem barba

Na última semana, Lula se antecipou a um dos efeitos colaterais da quimioterapia e cortou o cabelo e a barba, uma de suas marcas registradas, que ele vinha usando desde os tempos de sindicalista. Do visual tradicional do ex-presidente, restou apenas o bigode.

O tumor foi diagnosticado no último dia 29 de outubro, dois dias depois do aniversário de 66 anos de Lula. O ex-presidente procurou ajuda médica após se queixar de constantes dores de garganta e apresentar rouquidão considerada acima do normal.

A laringe é um órgão situado na região do pescoço e tem funções respiratórias e relacionadas ao aparelho vocal. O câncer de laringe atinge principalmente homens e é um dos mais comuns na região da cabeça e pescoço.

Segundo o Instituto do Câncer (Inca), fumantes têm dez vezes mais chances de desenvolver câncer de laringe que pessoas que não fumam. O câncer de laringe representa cerca de 25% dos tumores malignos na região da cabeça e pescoço. Dois terços dos tumores do gênero ocorrem na corda vocal.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Política