Topo

As acusações são todas absurdas, diz Gabriel Chalita

Do UOL, em Brasília

10/05/2013 06h00

O deputado federal Gabriel Chalita (PMDB-SP) afirma ter renda suficiente para pagar suas despesas pessoais e justificar a evolução de seu patrimônio. Ele também nega ter recebido vantagens de empresas que fizeram negócios com a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo na época em que chefiou a pasta.

Chalita falou sobre o assunto ao “Poder e Política”, programa do UOL e da Folha conduzido pelo jornalista Fernando Rodrigues. A gravação foi realizada em 8 de maio no estúdio do Grupo Folha em Brasília.

Integra da entrevista (61 min.)


O político foi secretário da Educação de 2003 a 2006, no segundo mandato do governador Geraldo Alckmin (PSDB). O Ministério Público Estadual e a Procuradoria-Geral da República investigam desde 2012 suspeitas de que empresas pagaram a reforma de um apartamento de Chalita e outras despesas pessoais.

Na entrevista, Chalita também falou sobre as eleições de 2014. Disse que deve tentar se reeleger para mais um mandato de deputado federal. Sobre o PMDB em São Paulo, ele afirmou que ainda não é certo que Paulo Skaf será o candidato do partido ao governo estadual.

Acesse a transcrição completa da entrevista.

A seguir, vídeos da entrevista (rodam em smartphones e tablets):

1) Quem é Gabriel Chalita? (1:35)

2) Não influi nos contratos do grupo COC, diz Chalita (2:29)

3) Ganhei R$ 1,8 mi com livros em 2012, diz Chalita (1:40)

4) Biblioteca não entregue é decisão de outra gestão, diz Chalita (2:15)

5) Não paguei por parabólicas em SP, diz Gabriel Chalita (0:52)

6) Padre Marcelo confia em mim, diz Gabriel Chalita (2:23)

7) Serra destruiu o que fiz para a educação em SP, diz Chalita (3:02)

8) Homem de Serra recebeu para me acusar, diz Chalita (3:16)

9) Paulo Skaf ainda não é candidato ao governo de SP, diz Chalita (2:12)

10) Chalita diz que gostaria de ser ministro de Dilma Rousseff (1:37)

11) Católico, Chalita critica excomunhão de padre Beto (1:20)

12) Íntegra da entrevista: Gabriel Chalita (61 min.)

Acompanhe Fernando Rodrigues no Twitter e no Facebook.

Mais Política