PUBLICIDADE
Topo

Política

Defesa de Temer contesta pedido de prisão e cobra tratamento igual a Lula

Gabriel Sabóia

Do UOL, no Rio

21/03/2019 18h31Atualizada em 22/03/2019 01h26

O advogado Thiago Machado, que representa Michel Temer (MDB), contestou a ordem judicial que levou o ex-presidente a ser preso hoje pela força-tarefa da Operação Lava Jato do Rio de Janeiro. Ele também admitiu que foi a defesa quem pediu à Justiça que o emedebista fosse levado à Superintendência da Polícia Federal do Rio, em medida similar à oferecida ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Na avaliação do defensor, o despacho do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, traz indícios de prática criminosa, mas não traz elementos que indiquem um risco à ordem pública representado pelo ex-presidente.

De acordo com Bretas, "uma simples ligação telefônica ou uma mensagem instantânea pela internet são suficientes para permitir a ocultação de grandes somas de dinheiro, como parece ter sido o caso".

O ex-presidente estava afastado das funções públicas e nunca representou risco às investigações. Ele estava e sempre esteve à disposição das autoridades. O texto diz isso, mas não explica o porquê deste risco
Thiago Machado, advogado de Michel Temer

Comparação com Lula

Temer permanecerá preso em uma sala da sede da Polícia Federal do Rio de Janeiro. Outros dois presos na ação de hoje, o ex-ministro de Minas e Energia e ex-governador do Rio de Janeiro Moreira Franco (MDB) e o coronel João Batista Lima Filho, ficarão no Batalhão Especial Prisional, em Niterói.

O advogado declarou que Temer está tranquilo, e que o pedido para que ele fique na superintendência da PF no Rio partiu da defesa, diante da decisão tomada à tarde por Bretas para que todos os presos ficassem no BEP. A defesa, então, solicitou uma isonomia ao tratamento dado ao ex-presidente Lula, que está preso na Superintendência da PF em Curitiba.

"A prerrogativa do Lula nos deu a possibilidade desse tratamento, que achamos justo que se aplique ao ex-presidente Temer", resumiu.

A defesa de Temer também já entrou com um pedido de habeas corpus no TRF-2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região).

Política