PUBLICIDADE
Topo

Política

Esse conteúdo é antigo

Bolsonaro acusa Globo de fazer "crime" com Flávio e querer "fraudar provas"

Em entrevista ao Brasil Urgente, presidente saiu em defesa do filho mais velho e voltou a atacar a "grande mídia" - Fátima Meira/Futura Press/Estadão Conteúdo
Em entrevista ao Brasil Urgente, presidente saiu em defesa do filho mais velho e voltou a atacar a "grande mídia" Imagem: Fátima Meira/Futura Press/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

24/12/2019 17h49Atualizada em 24/12/2019 19h16

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou pela primeira vez sobre as denúncias envolvendo o filho Flávio. Bolsonaro acusou de perseguição o Grupo Globo, a quem se referiu apenas como "grande rede de televisão", e saiu em defesa do filho mais velho.

"Quando alguém erra, a lei é aplicada. O processo dele está correndo em segredo de Justiça. O que justifica esse vazamento [de informações] para aquela grande rede de televisão? Acho que o objetivo dessas divulgações é me prejudicar", disse o presidente hoje em entrevista ao Brasil Urgente, da TV Bandeirantes.

Bolsonaro também citou a vereadora Marielle Franco, assassinada no ano passado, e acusou a imprensa de querer fraudar provas contra outro filho seu, sem especificar qual deles.

"Isso é um crime, o que eles estão fazendo. Tentaram armar para mim colocando o caso Marielle no meu colo. A nova intenção deles, não tenho como comprovar, é fazer busca e apreensão na casa de um outro filho meu. Já, pelo que tudo indica, fraudando provas! É o inferno da grande mídia", criticou.

É possível que o presidente esteja se referindo à investigação da Polícia Civil do Rio de Janeiro sobre uma discussão ocorrida em 2017 entre seu filho Carlos Bolsonaro, vereador pelo PSC, e um assessor de Marielle. Bolsonaro, no entanto, não entrou em detalhes.

Estado de saúde

O presidente também falou sobre seu estado de saúde após sofrer uma queda ontem, no Palácio da Alvorada, e ficar em observação no Hospital das Forças Armadas.

Bolsonaro, que recebeu alta nesta manhã, disse que "escorregou para frente, caiu para trás e bateu a cabeça", perdendo a memória momentaneamente. Ele garantiu que está recuperado e bem.

Política