PUBLICIDADE
Topo

Deputada tem festa de aniversário à fantasia barrada pela Justiça no Amapá

Deputada Alliny Serrão e o marido, Márcio Serrão, prefeito de Laranjal do Jari - Arquivo Pessoal
Deputada Alliny Serrão e o marido, Márcio Serrão, prefeito de Laranjal do Jari Imagem: Arquivo Pessoal

Abinoan Santiago

Colaboração para o UOL, em Ponta Grossa (PR)

17/02/2020 18h08

A deputada estadual do Amapá, Alliny Serrão (DEM), teve a festa de aniversário de 35 anos barrada pela Justiça Eleitoral menos de 24 horas antes do evento, previsto para ocorrer na tarde de anteontem. Ela foi notificada na noite do dia anterior, enquanto gravava uma chamada para as redes sociais, fantasiada de princesa.

O evento seria em Laranjal do Jari, que tem a terceira maior população do Amapá. A cidade é governada por Márcio Serrão (PRB), marido da deputada. Para a Justiça Eleitoral, a festa estava caracterizada como propaganda eleitoral à reeleição do político como prefeito em razão da distribuição de 2 mil kits escolares para crianças carentes durante o aniversário, em uma data que antecede o ano letivo municipal.

A decisão atendeu a um pedido da Promotoria Eleitoral do Ministério Público, em Laranjal do Jari. A denúncia ainda argumentou pelo cancelamento destacando que a deputada usaria o estádio municipal com autorização da prefeitura, comandada pelo marido.

"Tal cenário fica ainda mais nítido quando se leva em consideração a indissociável unidade familiar e política relativa aos representados Alliny Serrão e Márcio Serrão, ainda mais quando o evento tem a chancela (tácita ou expressa) da prefeitura de Laranjal do Jari. O que extrai dos elementos é que o intuito é tornar o evento impugnado numa espetacularização dos requeridos", assinalou o juiz Almiro Avelar Deniur, da 7ª Zona Eleitoral do Amapá.

Ao UOL, Alliny comentou que realiza o evento há três anos, com distribuição dos kits escolares. Em seu Instagram, a deputada — fantasiada de princesa logo após ser notificada — lamentou a decisão. Na mesma rede social, ela realizava desde 6 de fevereiro uma contagem regressiva para a festa, sempre fantasiada de algum personagem. A parlamentar também prometida prêmios para as melhores fantasias.

A deputada Alliny Serrão recebeu notificação enquanto gravava para as redes sociais - Reprodução/Instagram
A deputada Alliny Serrão recebeu notificação enquanto gravava para as redes sociais
Imagem: Reprodução/Instagram

A intenção agora, segundo a deputada, é dar uma destinação aos 2 mil kits escolares. Alliny Serrão foi a mais votada entre os 24 eleitos para a Assembleia Legislativa do Amapá, em 2018, e atualmente é presidente da Comissão de Ética da Casa. Ela está no primeiro mandato.

"Sobre a festa de aniversário, tenho comemorado os últimos anos com minhas crianças. Recebi a decisão às 20h de sexta-feira [14] e estava arrumada para gravar a última chamada para as redes sociais. Iremos agora buscar orientação para tornar a doação legítima. Minha ideia é doar para a vara judicial da cidade que responde pela criança e o adolescente", comentou.

O marido dela, o prefeito Márcio Serrão, disse estar "chateado com as pessoas que procuraram o Ministério Público" e garantiu que não compareceria à festa.

"Ela fez esse aniversário o próprio salário e doações, sem necessidade de se promover politicamente. (...) A gente respeita a decisão do juiz eleitoral. Fico chateado é com as pessoas que procuraram o Ministério Público. Por que não fizeram ano passado? Eu nem iria participar o aniversário. É uma coisa dela. Não tinha como eu tirar proveito de uma situação dessas", completou.

Política