PUBLICIDADE
Topo

Maia rebate Eduardo Bolsonaro e diz que seu gabinete é o da 'sensatez'

18.mar.2020 - Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em coletiva sobre o coronavírus - Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
18.mar.2020 - Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em coletiva sobre o coronavírus Imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Do UOL, em São Paulo

29/03/2020 11h05

O Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), rebateu um comentário do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) nas redes sociais e disse que seu gabinete é o da "sensatez", em referência ao chamado "gabinete do ódio" —uma espécie de central para disparar notícias contra opositores atribuída ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seus filhos.

Na noite de ontem, Eduardo Bolsonaro compartilhou publicação de um internauta que analisa o desempenho do Maia nas redes sociais em alguns momentos desde o início da crise do coronavírus no país.

A publicação compartilhada pelo deputado aponta que Maia teve número de curtidas em suas redes sociais superior ao de Bolsonaro em determinados dias, como na primeira noite de panelaços contra o presidente.

Ao comentar a publicação, Eduardo Bolsonaro afirmou que a denúncia era "gravíssima" e insinuou que poderia estar havendo manipulação da internet.

"Denúncia gravíssima. E depois dizem que nós temos gabinete do ódio. É de lascar. Quem está manipulando a internet desta maneira? A quem isso interessa? Não é ao Bolsonaro. E depois a mídia joga juntinho deles ainda!", escreveu o deputado.

Em resposta, Maia disse que não utiliza robôs para aumentar seu alcance nas redes sociais e que era possível obter engajamento sem disseminar o ódio.

"Eduardo Bolsonaro, bem-vindo ao gabinete da sensatez. Viu como é possível ter uma rede orgânica e sem ódio? Acompanhe o meu perfil. Não tenho robôs. Aqui eu procuro contribuir para um Brasil mais justo e quero que passemos por essa pandemia com o menor número de mortes possível", escreveu Maia no Twitter.

Política