PUBLICIDADE
Topo

Política

Site mostra Bolsonaro andando de jet ski em dia de marca negativa de covid

O presidente Jair Bolsonaro, durante solenidade de posse de Andre Luiz de Almeida Mendonca como novo ministro da Justica - MATEUS BONOMI/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO
O presidente Jair Bolsonaro, durante solenidade de posse de Andre Luiz de Almeida Mendonca como novo ministro da Justica
Imagem: MATEUS BONOMI/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

09/05/2020 17h35Atualizada em 09/05/2020 20h49

No dia em que o Brasil ultrapassou a marca de 10 mil mortos em decorrência do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) apareceu em imagens andando de jet ski no lago Paranoá, nas margens do Palácio da Alvorada, em Brasília. As informações são do site "Metrópoles".

No vídeo, o presidente aparece em um jet ski azul e acompanhado de outras pessoas (assista ao vídeo abaixo). Mais cedo, o presidente disse, em seu perfil no Twitter, que o plano de fazer hoje um churrasco por ele anunciado era "fake". Segundo a Folha de S.Paulo, o presidente, na verdade, desistiu de levar o plano adiante, no dia em que o país ultrapassou 10 mil mortes.

Ao UOL, por telefone, a assessoria da Presidência informou que "a agenda do presidente é pessoal" e que não teria informações sobre o passeio.

Os óbitos pela doença causada pelo coronavírus subiram um patamar no Brasil nos últimos três dias, chegando a 751 mortes registradas ontem. É o novo recorde de vítimas fatais contabilizadas em 24 horas: haviam sido entre 600 e 615 da terça à quinta-feira. E o número de vítimas é ainda maior, dados a defasagem na atualização dos dados e a subnotificação.

Mesmo assim, Bolsonaro debochou da pandemia em dois dias seguidos desta semana. Na quinta-feira (7), em entrevista coletiva, o presidente falou em um churrasco no Palácio da Alvorada e estimou os convidados em cerca de 30 pessoas. "Vamos bater um papo, quem sabe uma peladinha", disse na ocasião.

Ontem, Bolsonaro insistiu no assunto, em uma espécie de convocatória a seus apoiadores. "Vou chamar uns 1.300 convidados, mas quem tiver amanhã aqui, se tiver mil, a gente bota para dentro", falou rindo. Hoje, segundo o jornal Folha de S.Paulo, o presidente desistiu de fazer o churrasco depois da repercussão negativa.

Política