PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
10 meses

Eleição na Câmara: PSL deixa bloco de Baleia Rossi e passa a apoiar Lira

Kelli Kadanus

Colaboração para o UOL, em Brasília

21/01/2021 13h03Atualizada em 21/01/2021 18h37

Com 53 deputados federais, a bancada do PSL na Câmara mudou de lado na disputa pela presidência da Casa hoje e passou a apoiar Arthur Lira (PP-AL). Segundo Lira, a mesa diretora permitiu hoje a adesão da legenda ao bloco, que conta agora com dez partidos.

O apoio formal do PSL vinha sendo disputado por Lira e o candidato Baleia Rossi (MDB-SP), aliado do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Dos 53 deputados da legenda, 17 estão suspensos e não podem opinar sobre a formação de blocos para a eleição.

Para compor um bloco, metade dos parlamentares da legenda precisa ser a favor. Lira conseguiu 36 assinaturas para o partido mudar de lado, uma a mais do que o necessário, sem contar com os deputados suspensos.

"A Mesa Diretora acaba deferir a adesão da entrada do PSL no nosso bloco. Prevaleceu a vontade dos deputados", disse Lira no Twitter.

Com isso, o bloco de Lira passa a contar com 230 votos potenciais. Já o bloco de Baleia Rossi tem 11 partidos, com 238 deputados. Apenas o Podemos, com dez deputados, ainda não bateu o martelo sobre quem vai apoiar.

Como o voto é secreto, é possível que haja traições na hora da eleição. Para vencer no primeiro turno, é preciso obter pelo menos 257 votos (caso todos os deputados votem), ou seja, a maioria absoluta.

Política