PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
15 dias

MG: Prefeitura de Betim confirma que deputado do PSL 'furou fila' da vacina

O deputado estadual Professor Irineu (PSL) nega ter furado a fila na vacinação contra covid-19, em Betim; Prefeitura vê irregularidade - Reprodução/Facebook
O deputado estadual Professor Irineu (PSL) nega ter furado a fila na vacinação contra covid-19, em Betim; Prefeitura vê irregularidade Imagem: Reprodução/Facebook

Andréia Martins

Do UOL, em São Paulo

23/04/2021 09h51

A Prefeitura de Betim (MG), na região metropolitana de Belo Horizonte, constatou que a vacinação do deputado estadual professor Irineu (PSL), de 63 anos, no último dia 14, foi irregular. Na data, estavam sendo imunizados idosos com 65 anos ou mais. A vacinação, com a CoronaVac, ocorreu na UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro de Vila Cristina.

Segundo comunicado oficial da prefeitura, a irregularidade foi constatada após uma auditoria assistencial para apurar a circunstância da vacinação. "Com isso, a Ouvidoria e a Corregedoria Municipal registraram oitivas dos servidores envolvidos e realizaram diligências na Unidade Básica de Saúde Vila Cristina, onde o fato ocorreu. Ao analisar os dados cadastrados no sistema dos imunizantes aplicados, a auditoria constatou que, de fato, a vacinação irregular foi realizada no dia 14 de abril, às 14h".

A gerente responsável pela UBS foi substituída, conforme publicado no Órgão Oficial do último sábado (16). Agora, o relatório completo da auditoria será encaminhado à presidência da ALMG (Assembleia Legislativa de Minas Gerais) e ao Ministério Público, "para que sejam tomadas as medidas cabíveis", diz a nota.

O UOL procurou a assessoria do deputado para comentar a apuração da Prefeitura de Betim, mas ainda não teve resposta.
Professor Irineu negou que tenha sido vacinado de forma irregular. No dia seguinte à vacinação, em 15 de abril, ele divulgou um comunicado em suas redes sociais, afirmando que a imunização não foi ilegal.

Na nota, o parlamentar diz que "ligou para a UBS perguntando se as pessoas com 63 anos já poderiam vacinar e a funcionária que atendeu a ligação confirmou que sim. Porém, quando chegou ao local, ele foi informado que a vacinação estava sendo realizada com pessoas de 65 anos. Entretanto, Professor Irineu foi avisado que poderia esperar, caso houvesse sobrea o mesmo poderia ser imunizado. E assim procedeu".

O deputado ainda afirmou que possui residência na cidade e por isso se vacinou lá. Ele esclarece que o imóvel "não consta na declaração de bens da eleição de 2020, mas que constará no novo imposto de renda".

A vacinação para o público com 63 anos ou mais começou hoje em Betim. A estimativa é que sejam imunizados cerca de 3.700 pessoas dessa idade residentes na cidade.

Política