PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Em 4 dias, Flávio Bolsonaro contradiz fala na CPI e apoia "ruas lotadas"

27.abr.2021 - O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) após votação na CPI da Covid, no Senado - Jefferson Rudy/Agência Senado
27.abr.2021 - O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) após votação na CPI da Covid, no Senado Imagem: Jefferson Rudy/Agência Senado

Colaboração para o UOL, em Brasília

02/05/2021 15h41

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) contradisse fala feita durante CPI da Covid e apoiou "ruas lotadas", em um contexto favorável a seu pai, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Quatro dias antes, ele tentou derrubar o colegiado que investiga a condução da pandemia pelo Executivo alegando a "exposição" da comissão à covid-19.

No dia 27 de abril, ele defendeu o fim das atividades presenciais no Senado. Menos de uma semana depois e em pauta positiva a seu pai, ele postou vídeo de uma manifestação a favor do presidente enfatizando positivamente a aglomeração gerada.

"Ruas lotadas em todo o Brasil! (Copacabana/RJ). Deixe um recado em apoio ao presidente Bolsonaro", escreveu, pelo Facebook.

Quatro dias antes da publicação, ele disse em plena CPI que o colegiado não poderia ocorrer, assim como os trabalhos presenciais na Casa.

"Todas as comissões da Casa estão paralisadas para evitar a exposição de todos ao vírus, então por qual razão essa CPI se inicia?", defendeu.

Na mesma ocasião, ele disse que o presidente do Senado Rodrigo Pacheco (DEM/MG) "tinha de tomar uma postura mais prudente e responsável, pensando em vidas" e proibir as atividades presenciais no Congresso.

Manifestações a favor de Bolsonaro ocorreram em ao menos 11 estados e no Distrito federal, nesse sábado (01/05). Os atos foram marcados por aglomerações e flagrantes de falta de uso da máscara, em um momento de agravo da pandemia no Brasil.

Bolsonaro chegou a comparecer o ato em Brasília utilizando o helicóptero da presidência da República. Hoje, o chefe do Executivo e aliados comemoraram as aglomerações geradas por todo o Brasil.

Política