PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Joel Pinheiro: Não dá para culpar Bolsonaro por todas as mortes da pandemia

Do UOL, em São Paulo

13/05/2021 13h14Atualizada em 13/05/2021 14h09

O comentarista do UOL News Joel Pinheiro afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem culpa em parte das mortes causadas pela covid-19 no país, mas não dá para "jogar no colo" dele todos os óbitos pela doença registrados desde o início da pandemia.

Durante debate com o colunista do UOL Leonardo Sakamoto, Pinheiro disse que a "má gestão", a "incompetência" e a "perversidade" da gestão Bolsonaro na pandemia levou à morte de milhares de pessoas que não precisariam ter perdido suas vidas.

Uma fração dessas mortes, talvez mais de 100 mil, é sim responsabilidade do governo, mas tentar jogar tudo no colo dele não é verdade. Veja todos os países da Europa, os Estados Unidos, os países da Ásia, estão todos enfrentando muitas mortes com os mais variados governos. Então, não dá para botar tudo na conta do presidente.
Joel Pinheiro, comentarista do UOL News

Até ontem, o Brasil registrava 423.436 mortes por causa da covid-19, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte.

Para Pinheiro, o presidente jogou a favor do vírus em diversos momento, ao sabotar vacinas —Bolsonaro chegou a dizer que não compraria a CoronaVac e a chamou de "vacina do João Doria", governador de São Paulo e adversário político— e o uso de máscara e ao promover aglomerações.

No entanto, segundo ele, "nem o melhor presidente do mundo" seria capaz de evitar mortes pela covid-19.

Impeachment

Questionado se a CPI da Covid poderia levar ao impeachment de Bolsonaro, o comentarista disse essa possibilidade distante e que a Comissão Parlamentar de Inquérito no Senado servirá apenas para aumentar o poder de barganha do "centrão" com o governo.

"Quem acredita que a CPI será um veículo de impeachment, por enquanto não. Na verdade é mais um veículo para aumentar o preço do centrão", declarou.

Coronavírus