PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
6 meses

Manaus, TrateCov: veja frases de Pazuello no segundo dia na CPI da Covid

Do UOL, em São Paulo

20/05/2021 11h20Atualizada em 20/05/2021 17h36

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello volta a prestar depoimento à CPI da Covid. A sessão de ontem foi suspensa após o general passar mal, o que também atrasou a sessão prevista para hoje com a secretária Mayra Pinheiro, que, agora, deve ocorrer na próxima terça-feira (25).

Na reunião de ontem no Senado, Pazuello afirmou ser a favor de medidas de distanciamento social para conter a covid-19, disse não ter recebido ordens diretas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e negou qualquer influência dos filhos do ocupante do Planalto na Saúde.

O ex-ministro da Saúde também disse que as primeiras cláusulas apresentadas pela Pfizer para compra de vacinas contra o novo coronavírus eram "assustadoras" e afirmou que Bolsonaro faz aglomerações por zelo ao "psicossocial" da população.

Veja frases de Pazuello no segundo dia na CPI da Covid:

Mal-estar e suspensão

A sessão foi suspensa porque eu passei mal. Isso aí foi a mídia que colocou. Eu não passei mal nesse nível. O senhor (senador Otto Alencar, do PSD-BA, que atendeu o general) foi muito atencioso, quero lhe agradecer aqui pessoalmente.

Crise em Manaus

Somos abastecidos pelas informações das secretarias de estados e municípios. Gostaria de fazer um pequeno voo de volta a dezembro, só para poder contextualizar uma resposta como essa. Fica claro para mim que a preocupação com o acompanhamento do oxigênio não era um foco da Secretaria de Saúde do Amazonas, porque não focou em oxigênio e ficou focado em outras coisas. Isso lá em dezembro ainda. No próprio plano de contingencia apresentado para nós, não tinha nada sobre oxigênio. A empresa White Martins, associada à Carbox, já vinha consumindo sua reserva e não tinha feito de forma clara. Não tem como nos isentarmos dessa primeira posição. O contraponto disso é o acompanhamento: se a Secretaria de Saúde tivesse acompanhado de perto, de fato, a situação da produção e consumo do oxigênio, teria descoberto que estava sendo consumido uma reserva estratégica e que medidas precisariam ser feitas imediatamente.

Eu sofri muito em Manaus. Quero dizer para os senhores todos que eu vim de Manaus, perdi parentes e amigos em Manaus, seria um absurdo dizer que isso não me afetou e não me afeta. Claro que existem limites do que a gente consegue fazer. Dentro dos limites e do que a gente conseguia fazer, dentro das informações que me eram passadas, foram tomadas todas as decisões que poderiam ser tomadas naquele momento. As pessoas que foram comigo foram caindo de covid. As pessoas que estavam na minha equipe foram sendo contaminadas, uma a uma.

TrateCov

[O aplicativo] não estava completo porque precisaria colocar todos os CRMs (Conselhos Regionais de Medicina) lá dentro dele e precisaria puxar para dentro todo o bojo de pessoas que precisariam contactar. Naquele dia que foi apresentado, foi feito um roubo dessa plataforma e foi feito um B.O (Boletim de Ocorrência). Foi hackeado e puxado por um cidadão. Existe um Boletim de Ocorrência, uma investigação, que chega nessa pessoa. Ele foi descoberto, pegou esse diagnóstico, alterou com dados lá dentro e colocou na rede pública. Quem colocou foi ele. Tem todo o Boletim de Ocorrência.

Bolsonaro mandou cancelar compra de vacina?

Ele nunca falou comigo pessoalmente para não comprar a vacina.

Declarações do presidente Bolsonaro sobre cloroquina

Não acompanhei todos os vídeos do presidente, não acompanhei todas as falas do presidente, acompanhei algumas. [...] As ações dele não mudaram a minha posição. Eu não fiz e não faria, e não deixei fazer.[...] Eu não concordo com isso. Eu não comprei nenhuma grama de hidroxicloroquina, não fomentei o uso da hidroxicloroquina.

É o único ou principal culpado do desastre sanitário que enfrentamos hoje?

É claro que não, não estou dizendo que sou o único responsável. Todos os gestores, em todos os níveis, são responsáveis. Cada um no seu nível de responsabilidade. Se a senhora perguntar, 'há responsabilidade em todos os níveis?', claro que há, cada um no seu nível.

'Kit covid' para indígenas

Nós não distribuímos nenhum 'kit covid' para nenhum DSEI [Distrito Sanitário Especial Indígena]. Pelo contrário, a gente fez outras medidas.

A CPI da Covid foi criada no Senado após determinação do Supremo. A comissão, formada por 11 senadores (maioria é independente ou de oposição), investiga ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia do coronavírus e repasses federais a estados e municípios. Tem prazo inicial (prorrogável) de 90 dias. Seu relatório final será enviado ao Ministério Público para eventuais criminalizações.