PUBLICIDADE
Topo

Política

Marcelo Freixo anuncia saída do PSOL após 16 anos e vai se filiar ao PSB

Deputado Marcelo Freixo na Câmara dos Deputados; saída do PSOL após 16 anos - Valter Campanato/Agência Brasil
Deputado Marcelo Freixo na Câmara dos Deputados; saída do PSOL após 16 anos Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil

Do UOL, em São Paulo

11/06/2021 07h32Atualizada em 11/06/2021 08h40

O deputado federal Marcelo Freixo anunciou hoje a sua saída do PSOL, partido pelo qual era filiado desde a fundação, em 2005. Ele disse que irá se filiar ao PSB e se coloca como pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro.

Em um mensagens postadas no Twitter pela manhã, Freixo afirmou que a "decisão foi longamente amadurecida" e que, apesar do fim do ciclo de 16 anos, tem a certeza que "seguirá na mesma trincheira [do que o partido] de defesa da vida, da democracia e dos direitos do povo brasileiro".

Em entrevista à revista Veja publicada hoje, Freixo disse que se filia ao PSB ainda neste mês. "A mudança faz parte de um projeto nacional que também inclui a filiação ao mesmo partido do governador do Maranhão, Flávio Dino (do PCdoB). No meu caso, estou olhando para dois cenários, o do Rio e o nacional", disse.

Ele ainda disse que é pré-candidato ao cargo de governador do Rio de Janeiro em 2022. "Ainda falta mais de um ano, mas estou à disposição para construir essa alternativa para o Rio", disse.

Na mensagem no Twitter, Freixo diz que as eleições de 2022 serão um plebiscito nacional sobre a Constituição de 1988. "Por isso nós democratas não temos o direito de errar: do outro lado está a barbárie da fome, da morte e da devastação", escreveu.

Ele ainda disse que é "dever histórico" derrotar Bolsonaro nas urnas. O deputado tem se notabilizado como um dos principais oposicionistas do Governo Federal no Congresso.

O anúncio de Freixo ocorre um dia depois de um encontro com Luiz Inácio Lula da Silva em uma indicação de que apoiará o ex-presidente nas eleições presidenciais de 2022, com a possibilidade de receber o apoio do PT a sua candidatura ao governo do Rio de Janeiro.

Além de Lula, participaram do encontro políticos fluminenses do campo da esquerda como os deputados federais Jandira Feghali (PCdoB) e Alessandro Molon (PSB) e o deputado estadual André Ceciliano (PT). A presidente do PT, Gleisi Hoffman, também participou do encontro.

Política