PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

Bolsonaro faz comentário racista sobre cabelo crespo: 'Criador de baratas'

Do UOL, em São Paulo

08/07/2021 18h09Atualizada em 08/07/2021 20h33

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez hoje um comentário de cunho racista sobre o cabelo crespo de um apoiador que o acompanhava na saída do Palácio do Alvorada, em Brasília. Aos risos, Bolsonaro comparou o cabelo a um "criador de baratas" e perguntou quantas vezes por mês o rapaz o lavava. O apoiador, por sua vez, demonstrou não se importar com as falas do presidente.

"Olha o criador de baratas aqui. Você não pode tomar ivermectina, vai matar todos os seus piolhos", disse Bolsonaro, citando o medicamento que costuma defender para o tratamento da covid-19. O vermífugo é comprovadamente ineficaz contra a doença.

O vídeo da conversa foi publicado pelo canal "Foco do Brasil", no YouTube. O apoiador não aparece nas imagens, mas é possível ouvi-lo dando risada, dizendo não ser "um negro vitimista" e reforçando, mais de uma vez, que o presidente podia "brincar" sobre seu cabelo.

"Da outra vez que vim aqui, uma emissora falida fez uma matéria totalmente ridícula pela brincadeira que o senhor fez. Até porque o senhor tem intimidade... Quem nunca teve piolho? Então assim, só para frisar que o presidente tem essa intimidade para brincar, da mesma maneira que ele também dá liberdade para o pessoal brincar", afirmou, sem explicar a que emissora estava se referindo.

Dizer que eu não sou um negro vitimista, e dizer que tudo que eu conquistei na vida hoje e que estou conquistando é por causa de trabalho e meritocracia. Nada me difere de uma pessoa branca, como eles querem separar. (...) Como está gravando, vou avisar: ele [Bolsonaro] pode brincar, viu?
Apoiador de Bolsonaro

Depois, ainda aos risos, o presidente perguntou: "Tu lava [sic] esse cabelo quantas vezes por mês?". O rapaz apenas respondeu: "Por mês não, por semana".

Apoiador participou de live

Live do Bolsonaro - Reprodução/Facebook - Reprodução/Facebook
Apoiador apareceu entre o ministro Marcos Pontes e o presidente Jair Bolsonaro, durante live semanal
Imagem: Reprodução/Facebook

À noite, o apoiador foi convidado para participar da live semanal de Bolsonaro, que hoje também contou com a presença do ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes. O presidente repetiu as supostas "brincadeiras" sobre o cabelo do rapaz e disse que "movimentos", sem especificar quais, tentam "dividir brancos e negros".

"Brincadeira sobre o cabelo dele tem que fazer, pô. Se eu tivesse um cabelo desse aqui, minha mãe, naquela época, me comia de pancada. Naquele tempo nosso, era muito comum piolho. Além de piolho, eu já tive berne. Eu morava na fazenda", afirmou.

A gente vê que esses movimentos são uma farsa. Tentam nos dividir, brancos e negros, homossexual e hétero, nordestinos e sulistas, gordo e magro, homem e mulher. O tempo todo jogando um contra o outro. Feios contra bonitos e lindas, é um absurdo isso aí. (...) Não sou um contador de piadas, não ganho para isso, mas tenho direito à diversão.
Jair Bolsonaro, durante live

Reincidência

Não é a primeira vez que Bolsonaro faz um comentário de cunho racista sobre o cabelo de um apoiador. Em 6 de maio, também na saída do Alvorada, o presidente disse estar vendo uma barata no cabelo crespo de um rapaz que tentava tirar uma foto sua. Pelas imagens (veja no vídeo abaixo), não é possível cravar que é o mesmo apoiador que o acompanhou hoje.

Antes, Bolsonaro ainda observou o rapaz e olhou para um de seus seguranças, como forma de chamar a atenção para o cabelo. Ambos riram.

Política