PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
15 dias

Discurso de Bolsonaro aumenta visão negativa sobre o Brasil, diz diplomata

Do UOL, em São Paulo

21/09/2021 13h34Atualizada em 21/09/2021 13h57

Na visão do diplomata Rubens Barbosa, o discurso proferido hoje por Jair Bolsonaro (sem partido) na ONU (Organização das Nações Unidas) "repetiu a verdade" que convém ao presidente, não melhorando a percepção do mundo sobre o Brasil.

"É um discurso que vai aumentar a percepção negativa sobre o que está acontecendo aqui no Brasil", disse o diplomata ao UOL News, programa do Canal UOL. "Foi um discurso feito para investidores e o público interno, seguidor do Bolsonaro", completou.

"O Brasil vai levar algum tempo para recolocar os fatos de maneira crível no exterior", pontuou ele, referindo-se a necessidade do país alcançar uma posição melhor no cenário global. "Vamos ter que mostrar muitos resultados concretos para isso poder acontecer", disse.

No discurso na 76ª Assembleia-Geral da ONU, em Nova York, nos Estados Unidos, Bolsonaro proferiu falsidades e falas descontextualizadas sobre o combate ao desmatamento na Amazônica e enalteceu as manifestações de raiz golpista realizadas em 7 de setembro.

Na fala, Bolsonaro também mentiu sobre a inflação e a pandemia do novo coronavírus, atribuindo falsamente problemas econômicos nacionais a medidas de isolamento social, e defendeu medicamentos ineficazes contra a covid-19.

Para delegações estrangeiras presentes na abertura da assembleia, o discurso de Bolsonaro, que contou com falas sobre socialismo, Deus e família, piorou ainda mais a percepção do país no estrangeiro.

O governo Bolsonaro teve início em 1º de janeiro de 2019, com a posse do presidente Jair Bolsonaro (então no PSL) e de seu vice-presidente, o general Hamilton Mourão (PRTB). Ao longo de seu mandato, Bolsonaro saiu do PSL e ficou sem partido. Os ministérios contam com alta participação de militares. Bolsonaro coloca seu alinhamento político à direita e entre os conservadores nos costumes.