PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Blogueira questiona ação de Eduardo Bolsonaro: 'nada melhor para fazer'

Tininha Mattos venceu processo cível contra Eduardo Bolsonaro - Reprodução/Instagram Tininha Mattos
Tininha Mattos venceu processo cível contra Eduardo Bolsonaro Imagem: Reprodução/Instagram Tininha Mattos

Sara Baptista

Do UOL, em São Paulo

17/10/2021 04h00

A blogueira Maria Cristina Fontes de Mattos, a Tininha Mattos, que está sendo processada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) por crime de ameaça, classificou a acusação como uma tentativa de limitar a liberdade de expressão e disse que não vai parar de se posicionar politicamente.

No dia 1º de setembro, Eduardo fez uma notícia-crime no TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) contra Tininha, informou ontem a colunista do UOL Juliana Dal Piva. Apesar de o registro ter sido feito há mais de um mês, a influenciadora afirmou que só ficou sabendo disso ontem, após a notícia sobre o processo.

Em conversa com o UOL por WhatsApp, Tininha evitou tecer muitos comentários sobre o caso e relatou estar com medo — "tem muita coisa que eu queria falar, mas estou pisando em ovos", disse. Ela disse acreditar que desde 2018 o direito vem sendo usado para perseguição política.

Eu realmente gostaria de saber se o deputado não tem nada melhor para fazer, tipo, sei lá, fritar hambúrguer, por exemplo, do que insistir nessa história comigo."
Tininha Mattos, em mensagem de Whatsapp

O processo no Rio foi aberto após Eduardo Bolsonaro perder, em agosto, uma ação movida contra a blogueira no TJDFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios) por danos morais.

O alvo da queixa de Eduardo é um vídeo feito por Tininha, publicado em seu Instagram em março deste ano, no qual ela critica o presidente Jair Bolsonaro e o próprio Eduardo. Na gravação, ela faz as críticas após contar que os dois políticos tinham visitado o local onde trabalha.

"E eu ia fazer escândalo, e eu ia filmar, e eu ia dar outra facada no Bolsonaro, com faca de pão que eu ia roubar da copa daqui, provavelmente no Eduardo Bolsonaro, que é quem eu mais odeio, mas eu perdi essa oportunidade", disse Tininha.

Na ocasião, a influenciadora afirmou que seu vídeo era uma brincadeira e foi mal interpretado.

Após o vídeo, Tininha disse ter sofrido uma série de ataques por parte de apoiadores da família Bolsonaro que duraram semanas e que lhe renderam crises de pânico. Com o novo processo aberto por Eduardo Bolsonaro, a blogueira relatou ao UOL que voltou a sofrer consequências psicológicas, mas declarou não ter recebido, por enquanto, novas ameaças nas redes sociais.

"Quando eu achei que esse pesadelo tinha acabado, ele me vem com essa. No pior momento, pois estou grávida. Não ando passando muito bem e todo esse estresse só piora meu estado", disse a blogueira, que está no primeiro trimestre da gravidez.

Mesmo assim, ela também afirma que não deixou e não pretende deixar de falar de política em suas redes sociais.

"Eu não vou parar de me posicionar politicamente, ainda mais no momento em que o país se encontra. Pessoas que têm muitos seguidores, que são pessoas públicas, são muito bem-vindas a se posicionarem", disse.

Política