PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
5 meses

Deputada atacada por Ratinho diz que vai processá-lo: 'Foi muito explícito'

Do UOL, em São Paulo

16/12/2021 13h54Atualizada em 16/12/2021 14h48

A deputada federal Natalia Bonavides (PT-RN) disse que entrará na Justiça contra o apresentador Carlos Massa, o Ratinho, que sugeriu que ela fosse "eliminada com o uso de uma metralhadora".

"Vamos entrar com uma ação cível com um pedido de [indenização] por danos [morais] contra o apresentador, mas também com uma ação criminal, porque foi tudo muito explícito", disse a deputada ao UOL News - Tarde, programa do Canal UOL.

"Isso [a incitação] se torna ainda mais grave porque ele cometeu esses crimes utilizando uma concessão pública", pontuou Bonavides, lembrando que a fala foi dita no programa "Turma do Ratinho", da rádio Massa FM, de propriedade do apresentador.

Na ocasião do ataque, Ratinho estava criticando um PL (Projeto de Lei) de autoria da deputada, que visa derrubar a expressão "marido e mulher" na celebração de um casamento civil.

Segundo Bonavides, a proposição foi feita tendo em vista que muitos casais homoafetivos, formados por duas mulheres ou por dois homens, ainda escutam nos cartórios, quando vão consumar a união, a expressão "homem e mulher".

"Isso não tira o direito de ninguém, não traz problema nenhum para ninguém, pelo contrário: vai permitir que casais que estão sofrendo discriminação, em um momento em que deveria ser de alegria e celebração, possam também ser contemplados", afirmou.

Ratinho, porém, além de ter feito alusão ao ato de metralhar a deputada, apelou para afirmações de cunho machista na hora de criticar Bonavides: "Vá lavar a roupa do teu marido, a cueca dele, porque isso é uma imbecilidade."

"Chega a ser caricato", disse Bonavides sobre as falas de Ratinho. "É uma forma de violência de gênero, machista, que quer dizer: o seu lugar como mulher nordestina não é na política, saia daí."

Com notícias, opiniões e entrevistas, o UOL News - Tarde, apresentado por Fabíola Cidral, vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 12h (horário de Brasília), no Canal UOL. O programa pode ser acompanhado ao vivo pelo UOL Play e pelo canal do UOL no YouTube.

Política