PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
4 meses

Alckmin cita Mário Covas e diz que Lula é fruto da democracia; veja frases

Do UOL, em São Paulo

23/03/2022 14h27Atualizada em 23/03/2022 15h31

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, se filiou hoje ao PSB durante evento na sede da Fundação João Mangabeira, em Brasília. Em seu discurso, Alckmin criticou indiretamente o presidente Jair Bolsonaro (PL) e elogiou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Alckmin é cotado para ser vice na chapa encabeçada por Lula nas eleições presidenciais deste ano. Lula, que tem feito poucas aparições públicas e só deverá lançar sua candidatura oficialmente no fim de abril, não esteve na filiação.

O PT foi representado pela presidente nacional da legenda, a deputada Gleisi Hoffmann (PR), que exaltou a proximidade histórica entre as duas siglas.

Veja as principais frases de Geraldo Alckmin durante filiação ao PSB:

Aqueles que criticam, desconfiam e que agem de maneira displicente em relação aos resultados das eleições estão, na realidade, ofendendo a democracia. Aqueles líderes que ameaçam o parlamento, que ameaçam a democracia, que agridem o STF, estão agredindo a democracia. É de um óbvio ululante.
Ex-governador Geraldo Alckmin critica Bolsonaro em evento de filiação

Alguns podem estranhar. Eu disputei com o presidente Lula a eleição em 2006 e fomos para o segundo turno, mas nunca colocamos em risco a questão democrática. O debate era de outro nível, nunca se questionou a democracia.
Alckmin diz que rivalidade com Lula sempre esteve nos limites da democracia

Temos que ter olhos abertos para enxergar, a humildade para entender aquele que melhor reflete e interpreta o sentimento de esperança do povo brasileiro. Aliás, Lula representa a própria democracia porque é fruto da democracia.
Ex-governador cumprimenta PSB por declarar apoio ao pré-candidato Lula

Não tenho dúvida de que o presidente Lula, se Deus quiser, eleito, vai reinserir o Brasil no cenário mundial, vai alargar o horizonte do desenvolvimento econômico e diminuir essa triste diferença social que temos no Brasil. O Brasil precisa ser bom não só para alguns, mas para todos.
Alckmin comenta sobre candidatura de Lula às eleições de 2022

Quero encerrar com uma homenagem ao Mário Covas, que sintetizou um sentimento: Apoiar não significa deixar de emitir discordância. Igualmente é preciso não confundir discordância com ultimato nem lealdade com subserviência. A lealdade é um valor praticado entre companheiros, mas há uma forma de lealdade que se sobrepõe a todas: a lealdade aos destinos do país.
Alckmin encerra fala com frase de Mário Covas, ex-governador de São Paulo

Após o discurso, Alckmin disse que sua filiação representa um passo a mais para se tornar vice de Lula. "A filiação foi hoje, agora cabe aos partidos conversarem", disse. "Converso com o presidente Lula, não tem nenhuma data definida, também não tem nenhuma pressa para isso. Importante foi a definição do PSB."

Alckmin ressaltou que os partidos precisam resolver algumas questões até lá.

Médico, governador e presidenciável derrotado

Formado em medicina, Alckmin foi ainda jovem vereador e prefeito de Pindamonhangaba, no interior paulista.

Inicialmente filiado ao MDB, que fazia o papel de oposição durante o regime militar, Alckmin foi um dos políticos que deixaram a legenda em 1988 para fundar o PSDB.

No período em que esteve na sigla, Alckmin foi deputado federal e governou São Paulo por um total de 13 anos, em duas passagens.

Em 2006, quando estava no Palácio dos Bandeirantes, Alckmin concorreu pela primeira vez à Presidência e chegou ao segundo turno, mas acabou derrotado por Lula, que foi reeleito.

Após seu último mandato no governo de São Paulo, em 2018, Alckmin concorreu à Presidência pela segunda vez. Mesmo tendo costurado a aliança partidária mais ampla e garantido a maior fatia de tempo de TV e Rádio, a campanha jamais decolou e ele acabou em quarto lugar, com 4,76% dos votos.

Passada a derrota, Alckmin afastou-se temporariamente de política, passou a se dedicar à medicina e chegou a se formar em um curso de acupuntura.

Política